Saber-Literário

Diário Literário Online

O BUSTO DE SUSANA – Ariston Caldas O busto de Susana

Postado por Rilvan Batista de Santana 16/07/2017

O BUSTO DE SUSANA – Ariston Caldas

 O busto de Susana



            Ia desenhar o busto de Susana com todo esmero artístico, dando-lhe linhas mais suaves, transformando o achatamento dos seios numa forma pontiaguda, sensual; no rosto daria pequenos retoques, ruborizando os lábios, acentuando a luminosidade dos olhos, diminuindo a infinidade de cachos, tornando o cabelo levemente ondulado.

            Como desenhista, já havia conquistado quatro prêmios em exposições importantes, uma internacional. Além dessas honrarias, conquistara outros títulos e a crítica especializada o consagrava.

            “Por que Susana não liga para meus quadros”? Ela se prendia mesmo era a passeios pelos locais alegres da cidade, olhando as vitrines, chupando sorvete pelas lanchonetes chiques; enfiava-se em roupas apertadas salientando as formas e se mandava para a rua, em companhia de amigas dessas andanças.

            Pensava em coisas assim enquanto ajeitava um cavalete a um canto da sala; tinha na memória o esboço do busto de Susana – as sutilezas que iam transformar os seios, os olhos, o cabelo, a boca; capricharia no espalhamento das sombras, na tonalidade das cores; seria seu melhor trabalho de arte. No quarto ao lado da sala onde ele se encontrava traçando as primeiras linhas, Susana aparecia de camisola rosa-transparente, na cama, corpo moreno, folheando uma revista de modas, encostada a um travesseiro de fronha azul entre a luz intensa de uma lâmpada forte.

            Em cinco anos de convívio entre os dois, ele nunca teve o prazer de vê-la interessar-se por um trabalho seu; às vezes, por insinuações dele, Susana passava olhares rápidos por um ou outro quadro, fazia um risinho discreto e afastava-se dando de ombros. Isso o decepcionava, premiado tantas vezes, elogiado por críticos e artistas de renome, por jornalistas e outras pessoas esclarecidas. Só isso não o entusiasmava, faltava o interesse de Susana; daí a ideia de copiá-la com uma obra de arte que sacudisse a indiferença dela.

            Seria uma tela de alto nível artístico acrescentando traços sutis, dando-lhe nuanças novas, mais brilho nos olhos, colorido nos lábios, mais austeridade no cabelo. Pensava em coisa parecida com obra-prima.

            Num gesto de quem está com sono, Susana fechou a revista e espreguiçou-se, sentando-se no meio da cama; encolheu as pernas e começou a rezar, benzeu-se depois e deitou-se de bruço virando o rosto para um lado.

            Pelos cálculos dele o quadro ficaria concluído num prazo curto, aí entre dois a três dias. “Esse, sim, vai ser o melhor prêmio em minha vida”, pensou, riscando traços, espalhando sombras sobre a fisionomia emergindo na tela exposta; vez em quando ele passava um rabo-de-olho para Susana deitada entre a turvação que agora envolvia o quarto, para a revista de modas sobre a penteadeira ao lado, fechada, parecendo uma mancha; a transparência da camisola perdera-se na penumbra e o corpo de Susana era um vulto sobre o lençol branco bordado de vermelho.

            Caprichava nas linhas, tornando os seios pontudos, acentuando a luminosidade dos olhos, ruborizando a boca, delineando o cabelo. “Terei que aplicar todo o meu talento”. Os olhos brilhavam mais, a saliência dos seios ganhava mais realce, os lábios pareciam mais doces; uma técnica sutil não denunciava a diferença entre a tela e o modelo.

            Às duas da madrugada ele sentiu sono e bocejou; muita fumaça de cigarro embaciava o ambiente quase asfixiante. O esboço estava concluído. Antes de apagar a luz dirigiu-se para o lavatório no pátio onde escovou os dentes e banhou o rosto; voltando, parou por um instante frente à tela, obstinado. Apagou a lâmpada e entrou para o quarto onde Susana dormia de bruço na cama com lençol bordado de vermelho; deitou-se sutil entre duas Susanas, todo envolvido, porém, com a que ficara como esboço na sala de trabalho.






(LINHAS INTERCALADAS)


Ariston Caldas

0 comentários

Postar um comentário

Recomende este blog!!!

Postagens populares

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

Minha lista de blogs

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

PARCERIAS

Bookess

ABL

R. Letras

DP

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.
Tecnologia do Blogger.