Saber-Literário

Diário Literário Online

Última Folha

Postado por Rilvan Batista de Santana 22/06/2017


Última Folha


Musa, desce do alto da montanha 

Onde aspiraste o aroma da poesia, 
E deixa ao eco dos sagrados ermos 
          A última harmonia. 

Dos teus cabelos de ouro, que beijavam 
Na amena tarde as virações perdidas, 
Deixa cair ao chão as alvas rosas 
          E as alvas margaridas. 

Vês? Não é noite, não, este ar sombrio 
Que nos esconde o céu. Inda no poente 
Não quebra os raios pálidos e frios 
          O sol resplandecente. 

Vês? Lá ao fundo o vale árido e seco 
Abre-se, como um leito mortuário; 
Espera-te o silêncio da planície, 
          Como um frio sudário. 

Desce. Virá um dia em que mais bela, 
Mais alegre, mais cheia de harmonias, 
Voltes a procurar a voz cadente 
          Dos teus primeiros dias. 

Então coroarás a ingênua fronte 
Das flores da manhã, — e ao monte agreste, 
Como a noiva fantástica dos ermos, 
          Irás, musa celeste! 

Então, nas horas solenes 
Em que o místico himeneu 
Une em abraço divino 
Verde a terra, azul o céu; 

Quando, já finda a tormenta 
Que a natureza enlutou, 
Bafeja a brisa suave 
Cedros que o vento abalou; 

E o rio, a árvore e o campo, 
A areia, a face do mar, 
Parecem, como um concerto, 
Palpitar, sorrir, orar; 

Então sim, alma de poeta, 
Nos teus sonhos cantarás 
A glória da natureza, 
A ventura, o amor e a paz! 

Ah! mas então será mais alto ainda; 
          Lá onde a alma do vate 
          Possa escutar os anjos, 
E onde não chegue o vão rumor dos homens; 

Lá onde, abrindo as asas ambiciosas, 
Possa adejar no espaço luminoso, 
Viver de luz mais viva e de ar mais puro, 
          Fartar-se do infinito! 

Musa, desce do alto da montanha 
Onde aspiraste o aroma da poesia, 
E deixa ao eco dos sagrados ermos 
          A última harmonia! 

Machado de Assis, in 'Crisálidas' 


Fonte:

====
Citações:



Esquecer

Esquecer é uma necessidade. A vida é uma lousa, em que o destino, para escrever um novo caso, precisa de apagar o caso escrito.

Vida

Trata de saborear a vida; e fica sabendo, que a pior filosofia é a do choramingas que se deita à margem do rio para o fim de lastimar o curso incessante das águas. O ofício delas é não parar nunca; acomoda-te com a lei, e trata de aproveitá-la.


Elogio
Eu não sou homem que recuse elogios. Amo-os; eles fazem bem à alma e até ao corpo. As melhores digestões da minha vida são as dos jantares em que sou brindado.


Morte
Está morto: podemos elogiá-lo à vontade.


Perdão
Não levante a espada sobre a cabeça de quem te pediu perdão.

Amor
As melhores mulheres pertencem aos homens mais atrevidos.


Tempo
O tempo é um químico invisível, que dissolve, compõe, extrai e transforma todas as substâncias morais.

Viver
A arte de viver consiste em tirar o maior bem do maior mal.


Palavra
Palavra puxa palavra, uma ideia traz outra, e assim se faz um livro, um governo, ou uma revolução, alguns dizem que assim é que a natureza compôs as suas espécies.


Lágrimas
Lágrimas não são argumentos.

Amor
Não se ama duas vezes a mesma mulher.

Viagem
Não há decepções possíveis para um viajante, que apenas vê de passagem o lado belo da natureza humana e não ganha tempo de conhecer-lhe o lado feio.

Mentira
A mentira é muita vez tão involuntária como a respiração.

Morte
Esta é a grande vantagem da morte, que, se não deixa boca para rir, também não deixa olhos para chorar...

Moral
Descobri uma lei sublime, a lei da equivalência das janelas, e estabeleci que o modo de compensar uma janela fechada é abrir outra, a fim de que a moral possa arejar continuamente a consciência.

Amor
O amor é o egoísmo duplicado.

Coração
O coração é a região do inesperado.

Ridículo
O ridículo é uma espécie de lastro da alma quando ela entra no mar da vida; algumas fazem toda a navegação sem outra espécie de carregamento.

Ato
Porque não há raciocínio nem documento que nos explique melhor a intenção de um ato do que o próprio autor do ato.

Obrigação
A vida é cheia de obrigações que a gente cumpre por mais vontade que tenha de as infringir deslavadamente.


Fonte: 

0 comentários

Postar um comentário

Recomende este blog!!!

Postagens populares

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

Minha lista de blogs

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

PARCERIAS

Bookess

ABL

R. Letras

DP

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.
Tecnologia do Blogger.