Saber-Literário

Diário Literário Online

TOM JOBIM E A POESIA - Juliana Fiúza

Postado por Rilvan Batista de Santana 19/05/2017

TOM JOBIM E A POESIA
publicado em literatura por Juliana Fiúza
O maestro soberano, Tom Jobim, é famoso por suas composições e por levar a música brasileira ao mundo, mas o que passa despercebido, muitas vezes, são as poesias que ele musicou ao longo da vida. Ao iniciar profissionalmente na música, Tom trabalhou com o poeta Vinicius de Moraes, um dos maiores da poesia brasileira, mas não foi só com o poetinha que Tom aliou poesia e música. Leia o artigo e descubra os outros poetas que se eternizaram nas composições do maestro soberano.

Foto publicação


O maestro soberano, Tom Jobim, é famoso por suas composições e por levar a música brasileira ao mundo, mas o que passa despercebido, muitas vezes, são as poesias que ele musicou ao longo da vida.
Filho do literato, Jorge Jobim, desde pequeno Tom teve contato com a literatura, pela qual criou um grande amor. Lia muito desde pequeno, sua avó Mimi e seu avô Azor, assim como sua mãe, Nilza, sempre fizeram com que o contato cultural de Tom e Helena, sua irmã, fosse grande. Era recorrente os saraus na casa da família, os tios de Tom, Marcelo e João, tocavam violão, a mãe cantava, a avó e as crianças recitavam poesias...e assim cresceu Tom Jobim.

Ao iniciar profissionalmente na música, Tom trabalhou com o poeta Vinicius de Moraes, um dos maiores da poesia brasileira, mas não foi só com o poetinha que Tom aliou poesia e música.
Foto Publicação


Em Soneto de Separação, temos a bela leitura de Vinicius de sua própria composição, enquanto Tom, posteriormente segue no tema com sua voz e melodia econômica das notas de seu piano. No poema onde a antítese dos versos revela a mudança repentina e bruta de uma relação amorosa. Escrito na ocasião em que Vinicius teve que se mudar para a Inglaterra, em 1938, terminando um namoro. O poema foi escrito durante a viagem de navio do poetinha.
 Na foto: Manuel Bandeira, Chico Buarque, Tom Jobim e Vinicius de Moraes

No último disco de Tom Jobim, Antonio Brasileiro, que rendeu ao maestro um Grammy póstumo, há o poema Trem de Ferro, de Manuel Bandeira, publicado em Estrela da Manhã, interpretado num diálogo com Trenzinho Caipira de Villa-Lobos. A Estrela da Manhã foi um livro publicado por Manuel aos seus cinquenta anos de idade, tendo uma tiragem de quarenta e sete unidades, que foram previamente encomendadas.

Em A Música em Pessoa, LP lançado em 1985, trazia inúmeros cantores e compositores brasileiros interpretando poemas de Fernando Pessoa. Apesar de seu poeta favorito ser Carlos Drummond de Andrade, à quem não poupou elogios durante a vida, o poeta que mais passeou pelas canções de Tom foi Fernando Pessoa e o heterônimo e mestre, Alberto Caeiro. Uma prova disso são é que três, das quinze faixas do álbum, são da responsabilidade do Tom. O álbum se inicia com O Rio da Minha Aldeia, poema de Alberto Caeiro, o mestre de Fernando Pessoa, e é um fragmento de O Guardador de Rebanhos. O poeta por si só se manifesta em Cavaleiro Monge (Do Vale á Montanha), de 1932, e 
Autopsicografia, a última faixa do álbum, publicada também, em 1932.
Foto publicação

Em Ensaio poético, Tom e Ana Jobim, publicado em 1987, há uma reunião das fotografias de Ana com poemas e letras escritas por Tom. As fotos revelam a intimidade do maestro e como ela se alia a suas composições. Ao entrar em contato com a vida de Tom através de biografias e documentários, se torna mais explicito o seu trabalho escrito, muitas vezes ofuscado pela perfeita harmonia da suas músicas. No documentário A Casa do Tom - Mundo, Monde, Mondo, idealizado por Ana Jobim, o protagonista da obra é o poema Chapadão, de Tom Jobim, que vai sendo recitado ao longo do documentário com intercalações de filmes caseiros, falas e fotos. Revelando a magnitude da genialidade de Jobim.

Tom foi um artista completo. É o maestro soberano.


Fonte: 


0 comentários

Postar um comentário

Recomende este blog!!!

Postagens populares

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

Minha lista de blogs

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Perfil

Perfil
Antônio Cabral Filho - Escritor e coadministradores

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

Patrono

Patrono
Machado de Assis

PARCERIAS

Bookess

ABL

R. Letras

DP

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.
Tecnologia do Blogger.