Saber-Literário

Diário Literário Online

Do Fracasso ao Sucesso - Rick Boxx

Postado por Rilvan Batista de Santana 04/04/2017

Do Fracasso ao Sucesso
Por Rick Boxx

Matt sentiu um aperto no peito ao ouvir a mensagem de voz de Roger, um cliente insatisfeito. O que ele estava ouvindo era algo que nenhum homem de negócios deseja ouvir: “Matt, nós não vamos mais precisar dos seus serviços. Sua companhia pisou na bola neste projeto.”

De início sua reação foi de desapontamento e desânimo. Porém, ao invés de apresentar desculpas ou suplicar por uma segunda chance, Matt reagiu com a convicção de que precisava fazer a coisa certa. Ele ligou para o cliente oferecendo um reembolso de 100% do que já havia sido pago e deu a garantia pessoal de que o problema seria corrigido. 

Um tanto surpreso por Matt não ter sido defensivo em seu modo de reagir, a frustração e desapontamento de seu cliente, Roger, de repente foram suavizados.  Estimulado pela maneira profissional e cuidadosa com que Matt lidou com a situação, o cliente respondeu dando uma avaliação de cinco estrelas para a empresa de Matt.  Além disso, o ocorrido transformou um aparente desastre na oportunidade de dar continuidade ou mesmo expandir suas relações comerciais. 

Por Matt ter sido rápido em reconhecer o desempenho deficiente de sua companhia, o fracasso potencial transformou-se em uma recomendação e na  avaliação cinco estrelas. 

Com demasiada frequência nos sentimos tentados a oferecer desculpas quando as coisas não vão bem ou lançar a culpa em algo ou alguém ao invés de reconhecer nossas deficiências pessoais ou corporativas. Entretanto, como o livro de sabedoria do Antigo Testamento ressalta, “Quem esconde os seus pecados não prospera, mas quem os confessa e os abandona encontra misericórdia.”  (Provérbios 28:13). 

Isso não garante que a admissão de um serviço insatisfatório vá sempre resultar na retenção dos clientes, mas é um bom princípio para se adotar pelas seguintes razões:

Prejudicar alguém é prejudicar a Deus. “Quando se fechar o céu, e não houver chuva por haver o Teu povo pecado contra Ti, e, se o Teu povo, voltado para este lugar, invocar o Teu nome e afastar-se do seu pecado por o haveres castigado,”  (I Reis 8:35). 

A correção do erro e a restituição restauram o relacionamento. “Diga aos israelitas: Quando um homem ou uma mulher prejudicar outra pessoa e, portanto, ofender o Senhor, será culpado. Confessará o pecado que cometeu, fará restituição total, acrescentará um quinto a esse valor e entregará tudo isso a quem ele prejudicou.” (Números 5:6-7). 

Reconhecer o erro traz cura para nós mesmos. “Portanto, confessem os seus pecados uns aos outros e orem uns pelos outros para serem curados... (Tiago 5:16). 

Estes princípios proporcionam uma poderosa motivação para reconhecimento de erros ou falha em vivermos à altura dos nossos compromissos nos negócios e para fazermos as necessárias correções. Assumindo a autoria de nossos erros e admitindo nossas falhas podemos transformá-los em oportunidades para expormos o que vai em nosso coração. Deus e as outras pessoas honrarão essa atitude.    

Perguntas para Reflexão ou Discussão  
  1. Alguém com quem você se relacionou comercialmente já admitiu ter deixado de cumprir o prometido e fez as devidas correções? Qual foi sua reação? Isso restaurou sua confiança a ponto de você cogitar fazer novos negócios com ele? Explique sua resposta.
  2. Você já teve que admitir ter falhado em satisfazer as expectativas e padrões de um cliente? Que ação você adotou e qual a reação do cliente?
  3. Em sua opinião, por que é tão difícil admitirmos nossos erros e falhas ou estarmos dispostos a fazer as correções necessárias?
  4. O que você pensa desse cenário real onde um cliente com a intenção de por fim a uma relação comercial acabou mudando sua decisão e dando seu aval à companhia que havia falhado para com ele?
Nota: Desejando considerar outras passagens da Bíblia relacionadas ao tema, sugerimos: Levítico 19:18;  Mateus 5:42-44;  7:12;  Marcos 12:33; Atos 20:35. 
Próxima semana tem mais!



MsC Jean Luiz Correia Baraúna
Contador CRCBA 21.323/O
Contatos: (73) 3613-7771/98869-3561/99133-1845/99949-7771
Medite: "Pais que levam seus Filhos à Igreja, não vão busca-los na cadeia"

0 comentários

Postar um comentário

Recomende este blog!!!

Postagens populares

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

Minha lista de blogs

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

PARCERIAS

Bookess

ABL

R. Letras

DP

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.
Tecnologia do Blogger.