Saber-Literário

Diário Literário Online

Cidade de enganos mil - Zuenir Ventura

Postado por Rilvan Batista de Santana 11/04/2017

Cidade de enganos mil
Zuenir Ventura

Desde pequena, a Cidade Maravilhosa acostumou-se aos elogios. Era uma criança quando um de seus amantes, o primeiro governador-geral, Tomé de Souza, escreveu: “Tudo é graça o que dela se pode dizer”. Até os religiosos guardaram para ela olhares profanos. “É a mais airosa e amena baía que há em todo o Brasil”, suspirou o Padre Anchieta. Ela também fez pose para Rugendas e graça para Debret. Poucas cidades exibiram com tanto despudor suas formas, linhas, cores e curvas. Isso a fez narcisista, vaidosa, sedutora, aberta, que não escondia nada.

Hoje, porém, além de tudo isso, sabe-se que é fingida e enganadora. Com fama de acolhedora, executa turistas. Classifica de “perdidas” as balas que têm indefesos inocentes como endereço certo. Criou a cultura permissiva da bandalha — da contramão, do ilícito, da transgressão. O crime é tanto que parece compensar. Só com colarinhos brancos que estão ou já foram presos, Ancelmo Gois escalou o time “Xadrez F.C”, formado exclusivamente de cariocas de algema. Aqui, a exceção virou regra, o desvio é a norma, a informalidade transformou-se em promiscuidade. Metida a irreverente e insubmissa, não sabe escolher seus dirigentes.

A culpa, portanto, seria nossa, dos eleitores. Em muitos casos, sim, mas convenhamos que em outros não; houve traição, fomos enganados em nossa boa-fé. Como poderíamos prever que um político jovem e promissor, que tinha tudo para ambicionar a presidência, preferiu a insaciável ambição de, junto com a mulher, ficarem milionários desviando o nosso dinheiro? Como desconfiar que um Tribunal, em vez de fiscalizar, roubava nas contas? Como imaginar que um estado que há pouco tempo nadava em dinheiro se encontra falido e dando calote em seus funcionários, com um ex-governador sujeito a pegar 50 anos de prisão por corrupção, lavagem de dinheiro e associação criminosa, e um substituto sob suspeita de ter recebido R$ 900 mil do esquema de corrupção do TCE?

E como admitir que uma cidade hedonista, cuja imagem foi sempre associada a sol e mar, passou a ter como metáforas “poço”(o fundo) e “túnel” (sem luz no fim)? Enquanto isso, de Lisboa, onde está e é muito querido por ter escrito uma das melhores biografias de Fernando Pessoa, José Paulo Cavalcanti Filho me provoca fazendo inveja: “Nesses dias que correm, o país das coisas certas é Portugal”. Diante dessa e de outras notícias alvissareiras da Terrinha que tanto amo, fiquei com vontade de cantar o “Fado Tropical”, de Chico e Ruy Guerra: “Ai, esta terra ainda vai cumprir seu ideal:/ Ainda vai tornar-se um imenso Portugal!”.

Fonte:

O Globo / ABL

0 comentários

Postar um comentário

Postagens populares

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

Minha lista de blogs

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Patrono

Patrono

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

PARCERIAS

Bookess

ABL

R. Letras

DP

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.
Todos os nossos textos, abaixo, estão licenciados no Creatve Commons.
Tecnologia do Blogger.