Saber-Literário

Diário Literário Online

LADAINHA DO FILHO - João Batista de Paula

Postado por Rilvan Batista de Santana 26/03/2017

LADAINHA DO FILHO.

Uma pessoa especial para outra bem especial.
DE: João Batista de Paula- Escritor e Jornalista.

O bom filho,tem sempre gratidão a Deus pelo amor à  vida e aos seus pais. Então, vamos a santa ladainha.

Meu filho, quando for passear nos parques e jardins, lembre-se da mamãe. Sim, porque pai pode ser qualquer um. Mãe é mãe.

Meu filho, quando for abastecer seu carro, lembre-se de abastecer o carro da mamãe. Meu filho, quando for almoçar no bom restaurante, lembre-se de convidar mamãe.

Meu filho, quando for a farmácia, lembre-se de comprar os remédios da mamãe, para garantir a fortaleza do corpo por mais anos e anos.

Meu filho, quando for  fazer seu supermercado, lembre-se de comprar alguns alimentos nutritivos para mamãe.

Meu filho, se for na padaria, lembre-se de comprar o pão da mamãe. Se não tiver pão, compre bolo.

Meu filho, quando for visitar mamãe, traga umas frutas para mamãe. Frutas fazem bem consumir, são frutos saudáveis.

Meu filho, quando for pagar às suas contas de água, luz, telefone, internet, lembre-se de pagar alguma coisa para mamãe.

Hoje, filho, você pode. Se eu não estou podendo hoje, lembre-se que um dia fiz tudo isso para servir você  e sua irmandade.

Pedir pode até ser humilhante, mas é melhor do que recorrer as pessoas estranhas e pedir as mesmas para colaborar com a mamãe, porque gratidão a gente não impõe, se conquista. É  igual ao amor... Uma rosa com amor. Uma rosa que encana e perfuma.

Lembre-se do papel higiênico ou do guardanapo. Lembre-se do shampoo  e do sabonete, sem esquecer da escova e da pasta de dente, para que eu possa sorrir melhor.

Lembre-se da ração dos animais, que são criaturas de Deus. Lembre-se de deixar um dinheiro para a mamãe comprar alguma coisa básica, que a terceira idade exige,  o remédio, o creme, o perfume, o dorflex, ou o dinheiro para pagar um taxis ou a Uber, caso necessário seja.

Triste é deixar a mãe ou o pai relegados  a terceiros planos, esquecendo de que se não fossem eles, o tal filho não existiria. Senhor! Tende piedade de nós.

Triste é um homem sem passado, sem um bom exemplo, sem uma lição grandiosa da vida e do amor que vem de Deus, amor altruísta, amor amplo, amor a humanidade.

Triste é o homem  e a mulher, o filho e a filha sem o bom exemplo, sem o amor aos seus pais, sem a boa ação, sem uma boa historia, sem gratidão, sem esperança, sem fé, sem amor, sem atitude aplausível, sem as boas recordações.

Triste é o filho sem o amor, sem o ato de agradecer, sem referencia, sem lenço e sem documento.

Triste é um homem sem Deus, sem saúde, sem dinheiro, sem origem, que nem pode ajudar e nem apoiar seu pai e sua mãe nas horas que mais precisarem.

Triste é viver isolado, sem ninguém que a gente ame e goste por perto. Triste é chegar na velhice sem a compaixão ou o amor dos filhos; ter um coração rancoroso, cheio de ódio, raiva, ira e revolta, cheio de ressentimento ou remorso.


Triste é ser pobre de espírito, querer omitir o bem, ser egoísta, não ajudar ninguém, nem o pai e nem a mãe, nem a irmandade.

Triste é não comungar e nem compartilhar com a família as alegrias e a prosperidade. Triste é ficar para trás sem poder seguir avante, por abandono dos próprios filhos.

Triste é ser anoso ou anosa e não ter uma história de amor em vida; um excelente exemplo para narrar e nem uma historia de amor para contar. Uma historia de família exemplar...

Triste é querer ir em algum lugar e não poder realizar, sonhar, partir rumo ao êxito e sucesso. Triste é não poder alcançar os céus.

Filho, quero que me ajude a viver sempre na bonança; e não pensar em subtrair o que tenho: um carro velho, uma pequena aposentadoria, uma casa própria adquirida ao longo desses anos.

Filho, estou vivo. Filha, estou viva. Filhos, estou viva, tragam-me jóias e não os folheados. Tenho sede! Tragam água potável, suco, leite, chá, vinho, champanha.

Vamos celebrar a vida! Vamos celebrar  nossa existência, porque sou sua mãe e irmã. Porque sou seu pai e irmão. Somos todos filhos amados de Deus. Aqui se faz, aqui se paga.

1 Responses to LADAINHA DO FILHO - João Batista de Paula

  1. É A LADAINHA INVERSA DO FILHO PRÓDIGO.
    VIVA O BOM CRISTÃO.
    VIVA O BOM FILHO.
    VIVA A BOA VILHA.
    VIVA PAPAI E MAMÃE.
    VIVA DEUS.
    JOÃODEPAULA

     

Postar um comentário

Postagens populares

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

Minha lista de blogs

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Patrono

Patrono

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

PARCERIAS

Bookess

ABL

R. Letras

DP

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.
Todos os nossos textos, abaixo, estão licenciados no Creatve Commons.
Tecnologia do Blogger.