Saber-Literário

Diário Literário Online

DIA INTERNACIONAL DA MULHER : 8 DE MARÇO

Postado por Rilvan Batista de Santana 15/03/2017

DIA INTERNACIONAL DA MULHER : 8 DE MARÇO


 



     A comemoração justa do Dia Internacional da Mulher, a cada 8 de março, é uma vitória das mulheres trabalhadoras que sempre reivindicaram por seus direitos trabalhistas, socioculturais, respeito a sua dignidade de pessoa humana, condições dignas de trabalho e direito ao voto.
    Na metade do século XIX e início do século XX, uma categoria de mulheres trabalhadoras criou um movimento de classe nos EUA e na Europa, a fim de pleitear, depois de muitas lutas, melhores condições de trabalho, em razão de a Revolução Industrial impor uma carga de trabalho superior a 15 horas, totalmente desumana, além das condições precárias em que era exercido.
O incêndio da fábrica Triangle Shirtwaist Company, em 25 de março de 1911, popularmente tido como o marco que deu origem ao Dia da Mulher

    Em 1910, durante uma conferência sobre as mulheres, em Copenhague, Dinamarca, o movimento iniciado no ano de 1909 estabeleceu que o Dia Internacional da Mulher seria comemorado no dia 8 de março, sob a liderança da intelectual socialista e militante alemã Clara Zetkin, que apresentou uma resolução para que se criasse uma jornada de trabalho especial para as mulheres.
      Propôs a socialista a comemoração anual, que seria o marco para os direitos efetivos das mulheres trabalhadores de todas as classes, seguindo o exemplo das americanas. Mas, somente em 8 de março de 1975, durante o Ano Internacional da Mulher, é que a ONU – Organização das Nações Unidas – passou a celebrar o Dia Internacional da Mulher no dia 8 de março. Vale lembrar que o reconhecimento global ocorreu somente em dezembro de 1977.
   Constam historiadores, com algumas controvérsias, que a conquista das mulheres ocorreu em 8 de marco de 1857, através de uma grande greve dos trabalhadores da indústria têxtil nos EUA, em que as mulheres eram discriminadas nas atividades laborais em todas as classes, seja com salários inferiores aos do sexo masculino, falta de condições de trabalho, sem igualdade nos seus direitos civis, sociais e políticos, sendo o movimento reprimido com força policial inteiramente desproporcional.
     Em 25 de março de 1911, o mito da desvalorização e preconceito contra as mulheres ficou evidente com o incêndio na fábrica têxtil nova-iorquina Triangle Shirtwaist Company, onde 145 trabalhadores, a maioria de mulheres (129 ou 130), morreram queimados. Tal incêndio foi devidamente ocasionado pelas precárias condições de segurança no local. Em decorrência do fato trágico, que repercutiu no mundo inteiro, novas melhorias na segurança de trabalho foram implantadas nas fábricas americanas.
     Na Alemanha, outro movimento fundamental ocorreu em 8 de março de 1914, ficando conhecido como a Marcha do Dia das Mulheres, ao passo que, durante a revolução russa de 1917, a greve de fome das operárias fortaleceu ainda mais o grito de liberdade das mulheres.
    Sem dúvida, as lutas sangrentas nos EUA, com morte e luto, foram o marco para as vitórias dos direitos trabalhistas, sociais e civis, de todas as mulheres, sendo instituído somente em 24 de fevereiro de 1932 o voto feminino no Brasil. 


Sione Porto
Delegada de policia


Mestranda em Mediação e Solução de Conflitos pela Funiber - Fundación Ibero Americana - Espanha.

Fonte: Academia de Letras de Itabuna -  ALITA

0 comentários

Postar um comentário

Recomende este blog!!!

Postagens populares

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

Minha lista de blogs

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

PARCERIAS

Bookess

ABL

R. Letras

DP

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.
Tecnologia do Blogger.