Saber-Literário

Diário Literário Online

Água: razão de Nossas vidas - expedita maciel

Postado por Rilvan Batista de Santana 24/03/2017

Água: razão de Nossas vidas- expedita maciel

ÁGUA: ELEMENTO VITAL

FONTE DA VIDA-expedita maciel


Eu nasci em uma região e estado de poucas águas,
nasci com um olho no céu e outro na terra
lá no nordeste sertão de cabra da peste,
que enfrenta o agreste e o sol do pingo do meio dia
levando um pouco de farinha e rapadura para a labuta
pois rapadura é doce mais é dura
e o ajuda a ter energia, sem jamais esquecer sua cabacinha
com o líquido tão precioso para o sertanejo,sua água, ele
se senta á sombra do único pé de planta verde:o imbuzeiro
que o cobre e acolhe com sua gostosa sombra e, depois de beber
um gostoso e valoroso gole de água fria,
que retirou dos grotões ou grotas nas épocas menos áridas e,
que chega a ter uma cor meio azulada e, com um gole de água
no cantil ou melhor cantil lá não!

Lá a guerra é outra: é da fome e da sede, e da luta pela
sobrevivência me refiro que sua água ele
porta na pequena cabaça que é nascida na mata
e de muita utilidade para o homem do sertão:
o vivente trabalhador da caatinga e,
que há muito sabe o valor da água:
e a tem como melhor presente de Deus

Cresci vendo meus avós todos seus trabalhadores e,
nordestinos em geral esperar, rezar e zelar e velar
por um pingo de água.

o Nordestino sabe que sem água, não há vida nem para eles,
nem para  suas criações, e, muito menos para plantarem seus já roçados, não haverá alimento ou unguento para matar a fome
e sede dos animais,e até para seus rins funcionarem bem,
pois com o sertão brabo
o calor é um brazeiro; arde como fogo
seca até o olho; só não seca mais pois a lágrima caída que
umedece e ele agradece pois sabe que Deus vai fazer chover,
e reza, faz novenário, procissões de Fé a São José e espera,

Quando a chuva vier, na terra começa o festim anunciando
tanajuras voam, cigarras que quase não tem,
mesmo assim fazem um barulho danado, as formigas criam asas

Eita chegaram as chuvas!
O sertanejo Feliz vai para o roçado plantar a semente
que guardou com cuidado e, com muita fé produzirá bons frutos
ele muito louvará em procissões agradecendo a produção: a colheita,

Tem festa com fartura: trovões ribombam relâmpagos clareiam e,
minha vó com medo joga a mão do pilão no meio do tempo e brava Valei-me meu São Jerônimo e minha Santa Bárbara e,
meu avô com os seus trabalhadores cantam e assoviam os
hinos do sertão:que são músicas Luiz Gonzaga e, hinos católicos.

chegou o inverno!
muito trabalho com alegria!

é Festa!
preparo para semear a fartura a seara

Agora é a festa da fartura e, com muita oração e coração contrito.

Dizem os gozadores da situação da seca,
que criança do nordeste só vê o que é chuva, se o pai joga água em sua cabeça com uma peneira,
é engano, chove pouco é verdade!
mais ninguém agradece e zela mais por a Água que o homem trabalhador e vivedor dos sertões nordestinos

Que Saudades do meu Ceará.

Para Zelar das Águas,
todos os dias: ninguém melhor que o homem  nordestino,
o legitimo sertanejo pois sabe o quanto significa para a terra
e para a sua e nossa vida

Viva as Águas!
Viva Deus que as criou,
e punição ao homem que matou as matas axiais e,
que poluem toda água das cidades e dos rios e marés.








Expedita Maciel

1 Responses to Água: razão de Nossas vidas - expedita maciel

  1. EXCELENTE CONTEXTO.
    UM TEMA RICO E VIVIDO POR NOS NORDESTINO.
    PARABENS, POETISA.
    PARABENS, MESTRE RILVAN BATISTA SANTANA, QUE, TEM DADO APOIO AS PEQUENAS E GRANDES LETRAS.
    JOÃODEPAULA.:

     

Postar um comentário

Postagens populares

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

Minha lista de blogs

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Patrono

Patrono

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

PARCERIAS

Bookess

ABL

R. Letras

DP

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.
Todos os nossos textos, abaixo, estão licenciados no Creatve Commons.
Tecnologia do Blogger.