Saber-Literário

Diário Literário Online

SERÁ QUE A LIBERAÇÃO DE RECURSOS DO FGTS IRÁ INJETAR R$ 30 BILHÕES NA ECONOMIA?

Por Adolfo Sachsida, publicado pelo Instituto Liberal

O governo alterou algumas regras de saque das contas inativas do FGTS. 

De acordo com fontes do governo essa medida irá injetar algo como R$ 30 bilhões de reais na economia ajudando no processo de recuperação econômica. Vamos deixar uma coisa clara: o governo fez bem em liberar esses recursos. O motivo é simples: o FGTS é um recurso do trabalhador, cabe ao trabalhador decidir como gastá-lo. Eu apoio essa medida!
 
Contudo, a pergunta é outra: será que tais recursos irão ajudar na recuperação da economia? Será que serão mesmo injetados R$ 30 bilhões na economia? Aqui a resposta é negativa. Acontece que os recursos do FGTS não estavam no espaço sideral, esse dinheiro não caiu do céu. Tais recursos já existiam, mas antes estavam disponíveis para investimento. O FTGS desses trabalhadores serviam como poupança forçada, e eram usados para alavancar investimentos. Com a liberação desses recursos, os mesmos deixam de alavancar investimentos e vão diretamente para o bolso dos trabalhadores. Agora a maior parte desses recursos servirá para consumo, seja quitando dívidas antigas seja comprando alguns produtos necessários ao trabalhador. Por fim, uma parte menor desses recursos será novamente poupada.

Em resumo, a medida de liberar os saques das contas inativas do FGTS foi correta. Esse dinheiro pertence ao trabalhador e cabe a ele decidir como gastá-lo. Contudo, é um engano acreditar que tais recursos irão dinamizar a economia. O que de fato acontece é que agora tais recursos serão deslocados da poupança para o consumo. Tais recursos ajudarão várias famílias, e várias empresas também serão beneficiadas por esse aumento de consumo. Contudo, uma série outra de empresas terá menos recursos disponíveis para investimento. O montante total de recursos disponíveis não se alterou com essa medida: antes haviam R$ 30 bilhões em poupança, agora teremos R$ 30 bilhões em consumo (um pouco menos já que parte disso será novamente poupada).

Claro que a eficiência econômica como um todo aumentou. Afinal agora o recurso é livre para buscar sua melhor forma de rendimento. Contudo, esse é um efeito indireto e de longo prazo da medida. No curto prazo é pouco provável que essa medida ajude na recuperação econômica do país. Ajudará sim na recuperação econômica de alguns trabalhadores e empresas, e também contribuirá com o aumento da eficiência alocativa dos recursos. Mas repito: no curto prazo tal medida não implica em crescimento econômico (tal como alguns técnicos do governo parecem acreditar). Lembre-se que o dinheiro não caiu do céu. O que o governo fez foi apenas alterar sua destinação (antes era uma poupança forçada do trabalhador e agora pode ser tanto consumo quanto poupança voluntária do trabalhador).


 Fonte:

Rodrigo Constantino
Economista pela PUC com MBA de Finanças pelo IBMEC, trabalhou por vários anos no mercado financeiro. É autor de vários livros, entre eles o best-seller “Esquerda Caviar” e a coletânea “Contra a maré vermelha”. Contribuiu para veículos como Veja.com, jornal O Globo e Gazeta do Povo. Preside o Conselho Deliberativo do Instituto Liberal.


0 comentários

Postar um comentário

Postagens populares

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

Minha lista de blogs

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Patrono

Patrono

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

PARCERIAS

Bookess

ABL

R. Letras

DP

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.
Todos os nossos textos, abaixo, estão licenciados no Creatve Commons.
Tecnologia do Blogger.