Saber-Literário

Diário Literário Online

Extraindo o Extraordinário do Comum Por Robert Tamasy

Postado por Rilvan Batista de Santana 18/01/2017

Extraindo o Extraordinário do Comum
Por Robert Tamasy

Você se lembra do seu entusiasmo ao conseguir o seu emprego atual?  Talvez isso tenha representado a realização de um sonho ou o fim de uma longa procura por trabalho depois de deixar um antigo posto. Quem sabe não foi finalmente o recebimento de uma almejada promoção ou ainda a oportunidade de fazer algo que é sua paixão, utilizando habilidades e dons de uma maneira que nunca fora possível anteriormente. 

Agora, porém, você – ou alguém que conhece – está se sentindo inquieto e descontente.  O trabalho que antes você apreciava perdeu seu encanto, se tornou enfadonho, comum, rotineiro. Você sente que não aguenta mais suportar uma atribuição tão insípida. Está na hora de mudar. Não é interessante a forma como um trabalho que antes o entusiasmava de tal modo que você mal podia esperar para iniciar o seu dia tenha se tornado aborrecido, tedioso, até mesmo detestável? É como se “apaixonar” – ficar tão fascinado por uma pessoa que não possa pensar em outra coisa – e, depois de algumas semanas, meses ou anos, ficar imaginando: “O que havia de tão especial nela (ou nele)? 

Nós deixamos nossos empregos, achando que eles não são mais tão desafiadores ou recompensadores como antes. Talvez tenhamos desenvolvido novas habilidades e estejamos prontos para assumir responsabilidades maiores. As circunstâncias que pareciam tão atraentes no princípio podem ter mudado. Contudo, às vezes trata-se simplesmente de uma questão de novidade, uma inovação que se desgastou fazendo um trabalho que era muito bom parecer agora uma prisão. 

Um antigo ditado nos diz: “A familiaridade provoca desdém.” Mas às vezes, pelo fato de um trabalho ter-se tornado familiar não significa que é tempo de deixá-lo. Como escreveu ensaísta e poeta, Ralph Waldo Emerson, “Se as estrelas surgissem apenas uma noite a cada mil anos, como os homens as admirariam e adorariam.” Assim como perdemos nosso senso de admiração ao olharmos para as estrelas porque elas surgem todas as noites, também podemos deixar de “amar” um trabalho simplesmente por termos nos acostumado a ele e suas exigências. 

Embora o entusiasmo tenha se esgotado podemos redescobrir o extraordinário naquilo que é comum. Talvez Deus o tenha colocado onde você está por um motivo. Aqui estão alguns pensamentos que foram extraídos da Bíblia para você considerar:

Talvez o que se precise seja uma nova atitude, não um novo trabalho. Se pudermos adotar uma nova perspectiva para o nosso trabalho, talvez sejamos capazes de abordá-lo com mais entusiasmo. “Ó Deus, cria em mim um coração puro e dá-me uma vontade nova e firme!...Dá-me novamente a alegria da Tua salvação e conserva em mim o desejo de ser obediente.” (Salmos 51:10-12). 

Perseverar até o fim. Precisamos manter um claro senso de vocação, reconhecendo que Deus nos colocou em nosso emprego atual e pode não ser hora de seguirmos adiante. O apóstolo Paulo escreveu: “Irmãos, não penso que eu mesmo já o tenha alcançado, mas uma coisa faço:  esquecendo-me das coisas que ficaram para trás e avançando para as que estão adiante, prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus.” (Filipenses 3:13-14). 

Lembrando-nos de Quem somos representantes. Como representantes de Jesus Cristo, a forma como abordamos e realizamos o nosso trabalho – até o último dia – recai sobre Ele e espelha nossa fé nEle.  “Portanto, somos embaixadores de Cristo, como se Deus estivesse fazendo o Seu apelo por nosso intermédio. Por amor a Cristo lhes suplicamos: Reconciliem-se com Deus.”  (II Coríntios 5:20).

Questões Para Reflexão ou Discussão   
  1. Qual é sua atitude para com o seu trabalho atual? Ele lhe motiva, inspira e entusiasma como antes? Caso contrário, o que mudou?
  2. Você já experimentou, como o poeta sugeriu, uma perda de entusiasmo – seja pelas estrelas, por um trabalho, uma pessoa ou qualquer outra coisa – apenas por causa da familiaridade? Como foi a experiência para você?
  3. Você acredita que o zelo por um trabalho pode ser renovado apenas pela adoção de uma nova atitude ou perspectiva para com ele? Por quê?
  4. Você pode dar um exemplo de quando Deus o capacitou a redescobrir o extraordinário em algo que havia se tornado comum e morno? Explique sua resposta.
Nota: Desejando considerar outras passagens da Bíblia relacionadas ao tema, sugerimos:  I Crônicas 28:20;  Provérbios 3:5-6;  16:3;  Colossenses 3:17, 23-24;  Apocalipse 21:5-6. 
Próxima semana tem mais!


MsC Jean Luiz Correia Baraúna
Contador CRCBA 21.323/O
Contatos: (73) 3613-7771/98869-3561/99133-1845/99949-7771
Medite: "Pais que levam seus Filhos à Igreja, não vão busca-los na cadeia"

0 comentários

Postar um comentário

Postagens populares

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

Minha lista de blogs

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Patrono

Patrono

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

PARCERIAS

Bookess

ABL

R. Letras

DP

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.
Todos os nossos textos, abaixo, estão licenciados no Creatve Commons.
Tecnologia do Blogger.