Saber-Literário

Diário Literário Online

Desligado de dinheiro - Mateus Cosentino

Postado por Rilvan Batista de Santana 05/01/2017

Desligado de dinheiro

Mateus Cosentino


Meu filho Marcos deu-me para ler um artigo de revista que, pelo título, parecia querer ensinar como investir no mercado imobiliário. Como quase sempre acontece, o referido artigo só deu os prós e contras na aquisição de diversos tipos de imóveis, mas não definiu claramente qual o melhor investimento.

A preocupação do filho em me fazer ler o artigo, foi porque estamos pensando em vender nosso apartamento, ou trocá-lo por um menor, ou aluga-lo. Por enquanto isto é apenas uma vontade que permanece como simples intenção. Não temos necessidade disso e nem queremos  aumentar nossos “aborrecimentos imobiliários”, causados nestes oito anos em que permanecemos tentando vender nosso pequeno sítio.

Estamos cansados da “parte operacional” da venda imobiliária. Não nos anima começar de novo a contatar mais uma imobiliária, estabelecer o preço de negociação, receber em casa interessados e atender aos muitos telefonemas de curiosos querendo apenas saber detalhes do imóvel. Isso tudo antes da venda. Mas fico já pensando nas complicações que virão depois da venda, tais como o parcelamento do valor conseguido, das exigências do fisco, do contrato de compra e venda, impostos, documentação, cartórios...

E quando devo comprar o apartamento menor? Antes de vender o atual? E quanto tempo vai levar para vende-lo? Ou espero vender primeiro, para depois comprar o outro? E onde vou morar enquanto isso? E o financiamento bancário para a compra desse imóvel menor? Mais complicações, mais aborrecimentos...

Claro que toda esta problemática é comum e não deveria assustar ninguém. São coisas naturais na compra e venda de imóveis. Mas eu e Mara já chegamos aos mais de setenta anos e embora, graças a Deus, tenhamos uma saúde relativamente boa, não temos disposição para tanta burocracia. Não iremos passar a tarefa para nossos filhos, que têm sua própria vida e responsabilidades. Até mesmo deixar tudo nas mãos  de imobiliária, não nos livraria desses aborrecimentos. Então a venda vai ficando como intensão, cada vez menor.

Mas  a revista que meu filho de deu tratava de outros investimentos além dos imobiliários.  Durante sua leitura interessei-me por outros assuntos. O primeiro foi sobre Previdência Privada, pois o que o recebo de aposentadoria é altamente insatisfatório e, pelo andar da carruagem, só tende a piorar. A revista analisa qual a melhor opção a escolher; a “progressiva” ou a “regressiva”. O autor recomenda fazer as duas. Como assim, a gente não tem que escolher? A conclusão  que tirei é que precisa-se colocar muito dinheiro para ter uma renda de aposentadoria confortável. Por exemplo; pode-se obter em dois anos com a aplicação de altíssimos depósitos, uma renda, complementar de aproximadamente um décimo (1\10) de salário mínimo por mês. A minha conclusão foi óbvia: Essa coisa de Previdência Privada não é para idosos.

Parti para outro artigo da revista. Receoso da burocracia de compra e venda e idoso demais para começar uma Previdência Privada resolvi fazer um auto-teste sobre qual tipo de investidor sou, respondendo apenas dez perguntas de quatro alternativas sobre meus hábitos financeiros.  Após as respostas vem o resultado que identifica minhas particularidades financeiras. Eis as conclusões:

1.            “Você nem sabe direito quanto recebe, nem o preço das coisas“. - Realmente, durante os dezesseis anos em meu último emprego recebendo um excelente salário, não me preocupei em saber meus saldos bancários controlados por minha mulher. Sempre soube que até hoje, mesmo estando aposentado, pagamos todas as nossas dívidas e mantemos nosso lar sem dificuldades.
2.            “É bem provável que alguém cuide de você tanto quanto cuida de seu dinheiro.” – Outra verdade. Como já disse,  a administração monetária de nossa casa é de Mara, que aliás cuida do nosso rico dinheirinho muito melhor do que eu cuidaria e aceita minha supervisão. E, mais do que isso, cuida também de mim; da minha alimentação, da minha saúde, das minhas roupas e da minha felicidade. Modéstia a parte, quando o marido tem qualidades, ele merece e ter uma grande esposa.
3.            “Este desligamento indica que você não assume a própria vida.” - Péra aí! Tenho mais de 70 anos, sou casado há 44, tenho dois filhos, estudei 23 anos de minha vida para ter nível universitário, trabalhei de empregado mais de 35 anos, tenho sido o único provedor da casa, temos imóveis... Na família vivemos todos muito bem... um ajudando o outro. Ora, assumir a própria vida. Vá catar coquinhos, cara!
4.            “Para você crescer e amadurecer precisa aterrar, tomar contato com suas emoções.” - Você não me conhece mesmo! Já estou decrescendo de tanto que cresci e se amadurecer mais, fico podre! Conheço minhas emoções tão bem que até controlo algumas.
5.            “Uma dica: procure descobrir os preços de todas as coisas que você gosta e consome.” – Todo o dinheiro que tivemos, sou eu quem ganha e trago para casa. Claro que não sei quanto custa o pão ou o leite, o arroz ou o feijão e tantas outras coisas de nossa vida doméstica. Mas Mara sabe muito bem e estamos muito bem assim. Isso se chama acordo de divisão do trabalho.

Resultado final do teste: Sou “desligado de dinheiro”. Achei certo, sou mesmo

Minha dica: dinheiro não é tudo na vida, ou pelo menos a forma como lidamos com ele não é determinante de nossa personalidade. Em geral pensar só em dinheiro é ocupação de quem não o tem. Trate de conseguir uma boa renda com seu trabalho e procure amar menos o dinheiro e lidar mais com os valores não monetários da família, parentes e amigos. A melhor maneira de viver é se dedicar a quem se ama e pelos quais se é amado.


Fonte:

Enviado por e-mail por Mateus Cosentino

0 comentários

Postar um comentário

Recomende este blog!!!

Postagens populares

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

Minha lista de blogs

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

PARCERIAS

Bookess

ABL

R. Letras

DP

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.
Tecnologia do Blogger.