Saber-Literário

Diário Literário Online

CONHEÇA A “HUMILDE” CASA DE MAIS DE $5 MILHÕES ONDE OS OBAMA VÃO MORAR

Em três dias a família Obama irá desocupar a Casa Branca, para a tristeza dos que vivem apenas de retórica e felicidade dos que lidam com fatos. Um dos piores presidentes que já passaram por ali, rivalizando com Jimmy Carter, finalmente deixa o cargo, após 8 anos de muitas bombas do Nobel da Paz, e resultados bastante medíocres, para dizer o mínimo. E onde os Obama vão morar agora? Alguma casa antiga em Chicago, dos tempos em que o jovem Barack Hussein era um “organizer”, ou seja, um agitador de massas?

Nada disso. Obama conheceu e gostou muito do luxo. O homem pode! É, afinal, um multimilionário, como quase todos os ícones da esquerda caviar, que ama a pobreza (não os pobres), pois é seu ganha-pão. E que ganha-pão! Como a retórica sensacionalista rende! O que tem de gente rica só por pregar a igualdade não está no gibi…

Conheça, então, a “humilde” residência dos Obama, uma mansão que custou mais de $5 milhões, uma bagatela de uns R$ 17 milhões ao câmbio de hoje. Coisa para gente comum da classe média, naturalmente. Eis o vídeo da casinha que o quase ex-presidente comprou:

O fã de Obama, que nunca se incomoda com a riqueza dos esquerdistas, pode perguntar: então para ser de esquerda é preciso ser pobre? Não, não. O problema não é o cara ser rico, ou melhor, podre de rico, e sim a hipocrisia tremenda de quem banca o representante da classe média contra os ricos, como se esses fossem os responsáveis pela pobreza alheia. Falo do assunto num capítulo de Esquerda Caviar, cujo começo é este:

“Eu defendo a justiça social, maior igualdade, e é por isso que vou começar fazendo a minha parte, pagando voluntariamente mais impostos”. Eis uma frase, prezado leitor, que jamais escutará de um esquerdista caviar.

O novo Papa, Francisco, inspirou-se em São Francisco Xavier. Esse, sim, resolveu abandonar sua vida aristocrática abastada e virar um missionário de Cristo. Não digo que seja o ideal, pois, ao contrário da esquerda, reconheço a fundamental importância dos ricos à melhoria de vida dos pobres. Mas ao menos o homem era coerente com aquilo que pregava.

E os esquerdistas da elite? Será que realmente desejam a igualdade? A julgar pela forma com a qual se apegam aos seus bens materiais e fazem de tudo para expandi-los, não. A prática e o discurso se mostram incompatíveis.

O que está mais do que provado é que a esquerda não se importa com a riqueza em si, mas apenas com a forma como ela foi obtida e a retórica adotada pelo magnata. Se for um político, que jamais construiu um emprego na vida, nunca empreendeu em nada que gerasse valor para a sociedade, aí não tem problema. Mas se for um empreendedor, que ainda por cima se recusa a adotar o discurso de elite culpada em prol da “justiça social”, por entender que não fez nada de errado ao ficar rico empreendendo, aí é inimigo mortal dessa turma.





Rodrigo Constantino dos Santos é um economista e colunista brasileiro. É graduado pela PUC-RJ e possui MBA pela Ibmec. Foi articulista da revista "Voto"e escreveu regularmente para os jornais "Valor Econômico" e "O Globo". Wikipédia

Fonte:





0 comentários

Postar um comentário

Recomende este blog!!!

Postagens populares

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

Minha lista de blogs

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

PARCERIAS

Bookess

ABL

R. Letras

DP

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.
Tecnologia do Blogger.