Saber-Literário

Diário Literário Online

Preparando-se para o 'Último Tempo' Por Jim Mathis

Postado por Rilvan Batista de Santana 13/12/2016

Preparando-se para o 'Último Tempo'
Por Jim Mathis

A vida pode ser comparada a um jogo de basquetebol, ou ainda aos minutos finais de uma partida de futebol.  A certa altura do jogo você chega ao último tempo.  Você se sente cansado, talvez um pouco machucado, mas o relógio mostra que ainda há jogo pela frente.   Ainda há jogadas a serem feitas e existe a chance de que sejam as mais importantes da partida.  É nesse momento que você ganha ou perde a competição.

Ao contrário do que acontece no futebol, na vida real não podemos ver o relógio.  Não sabemos quanto tempo ainda nos resta.  Também não temos muita certeza de qual é o placar.  Estamos ganhando ou perdendo?  Tudo o que sabemos é que o jogo ainda não acabou.  Nossos amigos ainda estão assistindo e torcendo, e precisamos terminar de forma vigorosa.

O Coronel Harlan Sanders se deu conta de que não poderia viver dos benefícios do seu Seguro Social, por isso, aos 68 anos de idade,  ele fundou a Kentucky Fried Chicken (rede agora conhecida por KFC).  Arnold Palmer ainda projetava campos de golfe quando morreu recentemente neste ano aos 87 anos de idade, e Jane Pauley recentemente foi chamada para apresentar o programa de notícias das manhãs de domingo da CBS.  Ela está com 65 anos.  

Poderíamos citar centenas de outros exemplos brilhantes de pessoas que realizaram o seu melhor trabalho no estágio final de suas vidas.  Portanto, o último tempo é importante – mesmo que jamais sejamos famosos.

Quanto a mim, o “último tempo” tem sido um bom momento para escrever, ensinar e passar adiante o que tenho aprendido com outros.  Há alguns meses me dei conta de que tinha 30 datas marcadas em minha agenda para ensino ou preleção a serem feitos antes do final deste ano.  Algumas eram aulas sobre impostos, outras sobre finanças pessoais dirigidas a um grupo e umas poucas tinham como foco as habilidades de escrever e fotografar.  Eu precisava praticar minhas habilidades de orador público, já que iria colocá-las em uso ao longo dos próximos meses.

Quando somos jovens, parece que temos a eternidade diante de nós, portanto nos preocupamos pouco com os estágios finais da nossa vida.  Entretanto, ao atingirmos os 50 ou 60 anos, começamos a tomar consciência de que o tempo para deixarmos a nossa marca – dar uma contribuição significativa em vida – é cada vez menor.  Por isso é sábio considerarmos esses últimos anos em termos de mordomia, um encargo sagrado.

A Bíblia tem muito a dizer a esse respeito:

O tempo é transitório.  O tempo passa inexoravelmente.  Não podemos detê-lo, ou conservá-lo e armazená-lo para um uso futuro.  É trágico olharmos para trás e pensar no tempo que deixamos de usar com sabedoria.  Se não usarmos o tempo, nós o perderemos.  “Tenham cuidado com a maneira como vocês vivem;  que não seja como insensatos, mas como sábios, aproveitando ao máximo cada oportunidade, porque os dias são maus.”  (Efésios 5:15-16).

Tire vantagem das oportunidades enquanto pode.  Em nosso “último tempo” teremos acumulado toda uma vida de experiências e habilidades.  Quando surgirem as oportunidades para utilizar tais perícias, devemos fazê-lo com todo entusiasmo.  “O que as suas mãos tiverem que fazer, que o façam com toda a sua força, pois na sepultura, para onde você vai, não há atividade nem planejamento, não há conhecimento nem sabedoria.”  (Eclesiastes 9:10).

Estamos sendo observados.  A forma como vivemos nossa vida serve de exemplo para outros.   “Portanto, também nós, uma vez que estamos rodeados por tão grande nuvem de testemunhas, livremo-nos de tudo o que nos atrapalha e do pecado que nos envolve, e corramos com perseverança a corrida que nos é proposta.”  (Hebreus 12:1).

Questões Para Reflexão ou Discussão 

1.   Em que “tempo” da vida você está no momento?  Caso ainda não esteja no “último tempo”, você ainda tem alguma preocupação sobre a forma como está usando o tempo e as oportunidades que surgem?  Explique sua resposta.
2.   Supondo que está no “último tempo”, o que pensa sobre a forma de investir o tempo que lhe resta?
3.   Você concorda com a ideia de encararmos nosso tempo, experiência, perícias e oportunidades como mordomos destes recursos?  Por quê?
4.   Como deveria ser a preparação para o “último tempo” de sua vida?  Caso já esteja vivendo esse tempo,  você o está usando de forma a encontrar realização e significância para você e para os outros?

Nota:  Desejando considerar outras passagens da Bíblia relacionadas ao tema, sugerimos: Eclesiastes 3:1-8;  8:6-8;  Efésios 2:10;  Colossenses 4:5-6;  II Timóteo 3:16-17.

Próxima semana tem mais!


MsC. Jean Luiz Correia Baraúna Baraúna Consultoria Contábil Contato: (73) 3613-7771/99133-1845/98869-3561/99949-7771 Medite: “Pais Que Levam Seus Filhos à Igreja, Não Vão Buscá-los na Cadeia”


0 comentários

Postar um comentário

Recomende este blog!!!

Postagens populares

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

Minha lista de blogs

THE END

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Perfil

Perfil
Antônio Cabral Filho - Escritor e coadministradores

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

Patrono

Patrono
Machado de Assis

PARCERIAS

Bookess

ABL

R. Letras

DP

Tecnologia do Blogger.