Saber-Literário

Diário Literário Online

Que covardia, William Bonner - Ricardo Kertzman

Postado por Rilvan Batista de Santana 20/11/16

Que covardia, William Bonner -  Ricardo Kertzman

Quanta covardia, meu Deus


Definitivamente estamos plantando o que colhemos. Pior. Ao que parece, continuaremos plantando a mesma erva daninha que corroeu o tecido moral da sociedade, por muito tempo ainda. A cobertura da grande imprensa sobre os fatos ocorridos hoje, em Brasília e no Rio de Janeiro, nos mostra cabalmente isso. De um lado, manifestantes — os do Rio, claro; de outro, vândalos criminosos. Uns, entraram em confronto com a polícia; outros, agrediram policiais legislativos. No Rio, reivindicava-se direitos; em Brasília, atentavam contra a democracia. Há um vídeo circulando na internet (o assisti na página do UOL) onde se vê o repórter Caco Barcelos, da Rede Globo, ser quase linchado pelos “manifestantes”. Foi salvo por dois homens que o abrigaram em um prédio. Procurem e assistam. É assustador!

Porém, mais assustador ainda é o que o Sr. William Bonner disse a respeito, no JN. Nada! Ou melhor, aquele lacônico e protocolar discurso de repúdio ao impedimento do livre exercício da informação. Sequer mostrou as imagens da violência. Procurem na rede. As imagens são muito fortes. Me pergunto: Como pode haver tanta cretinice intelectual, tanta ideologia, tanta covardia assim para se omitir um ato tão sério desta natureza?

Não há atentado maior à Democracia que o cerceamento do ir e vir; da liberdade de expressão, opinião e informação; da violabilidade da integridade física do ser humano. Tudo isso ocorreu no Rio de Janeiro, mas a Rede Globo não enxergou. Afinal, estava ocupada demais em criminalizar os idiotas que invadiram o Congresso Nacional. Sim, idiotas. Eu não apoio invasão. Tampouco apoio a causa. Mas não esperem que eu recrimine aqueles Cidadãos — com “C” maiúsculo — que tiveram a coragem que 200 milhões não têm. Eles não foram brigar por si mesmos, por seus salários e privilégios que não aceitam perder. Não, senhores!

Aqueles homens e mulheres foram desesperadamente clamar por JUSTIÇA, por ORDEM e por DEMOCRACIA. Sim, Democracia, mesmo que por vias tortas, erradas e indiretas. Essa gente está tão desesperada que sequer consegue separar o racional do irracional. Pedir intervenção militar, pela ótica de quem pede, não é querer a volta da ditadura. Isso é mentira! Querem algo utópico, impossível, mas que imaginam ser a solução: Uma intervenção temporária para “limpar a casa”. É claro que isso não existe, mas tente explicar a desesperados que não há outra saída.

A grande imprensa brasileira é dominada por jornalistas de esquerda. Não há uma mísera redação ou estúdio em que não predominem os discípulos do comunismo bocó. Ainda assim, até porque trata-se de um truque, a esquerda não se cansa de acusar a imprensa de ser de direita. Hahaha! Quem não te conhece que te compre! O pior é que o truque funciona. A gosto ou a contra-gosto, mas funciona. William Bonner, Ricardo Boechat, Miriam Leitão, Arnaldo Jabor e tantos outros expoentes praticam diariamente uma covardia ideológica, pois mentem, distorcem, omitem. Acabamos de vê-los fazer isso durante as eleições americanas. Quebraram a cara!

O JN chamou os invasores do Congresso de criminosos. E os invasores de terras? O JN chamou os invasores do Congresso de vândalos. E os invasores de escolas? O JN chamou os invasores do Congresso de agressores. E os “manifestantes” que botaram o Caco Barcelos pra correr? Repito: Não concordo com invasão e não apoio golpe militar. Mas os bravos e patriotas brasileiros que invadiram estupidamente o Congresso estão longe de ser criminosos. São, na minha opinião, heróis! E foram todos de “cara limpa”. Não haviam mascarados ou encapuzados. Ninguém portava arma, paus, pedras ou bombas incendiárias. O pecado deles foi não usar camisas vermelhas com uma estrela estampada na frente.

Criminosos, arruaceiros, totalitários, agressores e ditadores são os “estudantes” invasores e os bate-paus do MST, MTST, CUT, PT, PSOL, PCdoB e outras franjas do mais puro esquerdismo abjeto, que impera e ainda dá as cartas na grande imprensa e nas universidades desta porcaria de país. Criminosos são aqueles que atiram bombas contra a polícia, que depredam bancos, que ateiam fogo em pneus nas ruas. Mas estes, os verdadeiros, William Bonner não tem coragem de peitar. Sinceramente, jamais me senti tão enojado assim com alguma instituição ou com alguma pessoa em especial.


Bonner, você me fez te detestar mais que ao Lula. Parabéns! É um feito gigantesco.


Fonte: Yahoo

0 comentários

Postar um comentário

Recomende este blog!!!

Postagens populares

Machado de Assis, o bruxo das palavras.

ENEM: Os Gêneros Literários

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

THE END

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Perfis

Perfis
Eglê S. Machado e Antônio Cabral Filho - coadministradores

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

Patrono

Patrono
Machado de Assis

PARCERIAS

Bookess

Seguidores

ABL

R. Letras

ALITA

DP

Tecnologia do Blogger.