Saber-Literário

Diário Literário Online

Pelé: um “rei” sem coroa e sem alma. Um ser frio e calculista

Postado por Rilvan Batista de Santana 05/11/16

Pelé: um “rei” sem coroa e sem alma. Um ser frio e calculista

A situação constrange o Brasil inteiro.

Expõe a intimidade do melhor jogador de futebol de todos os tempos.

Pelé terá de ir aos tribunais. O pecado: não ajudar financeiramente seus netos. Octávio e Gabriel carregam Arantes do Nascimento nos nomes. São filhos de Sandra, filha de Pelé. Ela nasceu de um relacionamento fora do casamento. Sua mãe, Anísia Machado, trabalhava como empregada doméstica.

Quando Sandra nasceu, em 1964, Pelé era casado. Renegou a filha. Anísia aceitou a situação. Sandra, não. Ela entrou na justiça, queria o reconhecimento do pai. Foi uma batalha pública. Por meio de seus advogados, Pelé recorreu 13 vezes. Não queria se submeter ao exame de DNA. Até que não houve como fugir. E ficou constatado que Sandra era sua legítima filha.

Ele nunca aceitou reconhecê-la publicamente.

Nunca permitiu a aproximação. Tudo ficou ainda pior quando ela entrou para a política. Foi eleita duas vezes vereadora por Santos. Sua maior conquista foi a gratuidade de exames de DNA. A inspiração era sua relação com o pai. Sandra conseguiu que famílias carentes se submetessem aos testes.

Seu projeto logo foi aprovado no país inteiro. Para aumentar o drama de toda situação, Sandra ficou doente. Teve câncer de mama. Religiosa, se negou a fazer o tratamento convencional. A postura acabou por espalhar a doença.

Pelé não foi visitar a filha internada, condenada de morte. Quando ela morreu, Pelé enviou flores. Elas foram devolvidas pela família. Sandra tinha dois filhos. Pelé só viu os netos uma vez, em 2011. Também não quis maior contato. Os dois tentaram a sorte no futebol. Jogavam nas categorias de base do Paraná Clube. Foram ‘adotados’ pelo empresário Vagner Ribeiro.

Milionário, ele descobriu Robinho, Neymar, Lucas e dezenas de outros jogadores. É conhecido como o ‘homem das cem almas’. Disse na mídia que cuidaria da dupla. Trouxe a família toda para morar em São Paulo. E colocou os dois nas categorias de base do São Paulo Futebol Clube. Receberiam R$ 8 mil mensais.

A reviravolta aconteceu em 2011.

Só que o tempo passou. E Octávio e Gabriel não conseguiram se firmar como jogadores. Como haviam assinado contrato, ficaram encostados no clube. Apenas recebiam. Logo não precisavam nem mais treinar. As notícias que chegaram a Juvenal Juvêncio eram esclarecedoras. Não tinham talento para ser jogadores do São Paulo. O grande golpe de marketing, ter os netos de Pelé, não deu certo. O pai dos meninos acabou por levá-los para treinar no Grêmio Osasco.

Ozéas Felinto acreditava que foram boicotados no São Paulo. Também em Osasco não tiveram destaque. Acabaram dispensados. E Pelé seguindo sua vida de maneira normal. Sem participar do que acontecia com os netos. Diante das dificuldades econômicas, o viúvo de Sandra decidiu. Entrou na justiça contra Pelé.

Seus advogados querem uma pensão de R$ 13 mil para cada um deles. A revista Veja avalia o patrimônio atual de Pelé em cerca de R$ 80 milhões. Não faz propagandas por menos de R$ 2 milhões. A marca Pelé é conhecida mundialmente. E vale pelo menos R$ 600 milhões. São cifras enormes.
Esse questão dos netos poderia ter sido resolvida há muito tempo. Sem envolver empresários de futebol, imprensa, tribunal. Mas Pelé não quis. Mesmo avisado por amigos que acabaria exposto. Mas repetiu o erro cometido com Sandra. Preferiu enfrentar a justiça. Depois de ser reconhecido como pai que não quis a filha…

Agora é acusado de avô que vira as costas para os netos.

Pelé passa por isso porque quer. Bastaria olhar para o lado. Ver como Neymar reconheceu o filho que teve solteiro. E tantas outras pessoas. Mas Edson Arantes do Nascimento, não. Quis brigar com a verdade. E está exposto.

Milionário vendo seus netos procurar a justiça para receber pensão. Acusado de jamais ter dado assistência financeira ou moral aos meninos. De acordo com o advogados dos garotos, ele quis fazer de conta que não existiam. Tanto existem que o processo foi marcado para o dia 20 de novembro.

Como tudo que envolve Pelé, a vergonha não é só dele. É patrimônio nacional. Ele ainda é o brasileiro mais conhecido no mundo. E se deu tanto orgulho dentro do campo, fora dele é diferente. Deu motivo para constrangimentos na Copa da Confederação.

Enquanto manifestantes protestavam contra a corrupção, ele veio a público. E pediu que evitassem confusão. Iria atrapalhar a Seleção Brasileira. Depois foi pior. Falou sobre o que classificou como ‘roubo’ na construção das arenas da Copa. Pelé pediu para esquecer. Na vida pessoal doeu ainda mais. Primeiro por negar reconhecer a filha. Mesmo depois que o DNA apontava ser sua.

Agora, a ausência da vida dos netos. Não é só Pelé quem está indo para os tribunais. O Brasil também vai para julgamento. Envergonhado pela situação que envolve seu filho mais ilustre. Aquele que mereceu do mundo o apelido de Rei.

QUEM DEDICOU O SEU MILÉSIMO GOL ÀS CRIANCINHAS ABANDONADAS. MAS É ACUSADO DE VIRAR AS COSTAS AOS PRÓPRIOS NETOS. ASSIM COMO FEZ COM A FILHA…




Fonte:

http://www.brasilverdeamarelo.com/pele-um-rei-sem-coroa-e-sem-alma-um-ser-frio-e-calculista/

0 comentários

Postar um comentário

Recomende este blog!!!

Postagens populares

Machado de Assis, o bruxo das palavras.

ENEM: Os Gêneros Literários

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

THE END

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Perfis

Perfis
Eglê S. Machado e Antônio Cabral Filho - coadministradores

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

Patrono

Patrono
Machado de Assis

PARCERIAS

Bookess

Seguidores

ABL

R. Letras

ALITA

DP

Tecnologia do Blogger.