Saber-Literário

Diário Literário Online

COMO PASSA O TEMPO! - Mateus Cosentino

Postado por Rilvan Batista de Santana 30/11/16

COMO PASSA O TEMPO!

Recentemente liguei para um parente que estava com uns problemas de saúde. Como digo sempre, telefonar é um ato de exceção em meu comportamento normal, tanto é assim que nem tenho celular. Mas parente doente merece a transgressão de um telefonema.
Enquanto esperava pelo caro familiar doente, conversei com sua esposa.  Sua primeira curiosidade foi querer saber há quantos anos eu estava aposentado. Informei-a que já passavam de dez anos. “Puxa como o tempo passa”! Foi sua reação. A seguir informou-me sobre a existência em bancas de jornal de uns cadernos fantásticos para colorir. Ante minha surpresa, ela justificou que como eu tinha dom para as artes, “ao contrário dela”, eu iria gostar.

Eis aí porque não gosto de telefone. Quando você percebe que falou alguma besteira, não há como desfazê-la. Em uma conversa de “corpo presente”, podemos fazer caras e bocas, dar soquinhos e abraços para minimizar a bobagem e transformá-la em piada. Até nas redes sociais podemos colocar as carinhas para demonstrar que era brincadeira. Mas ao telefone, você pode tentar amenizar, mas como não se vê a cara do outro... falou, tá falado.

Ora, sem querer ou não, a esposa do eu parente acabava de me indicar que devia procurar algo para fazer em minha longa ociosidade de mais de dez anos. Colorir livrinhos era uma atividade adequada para um velhinho como eu. Na hora surpreendi-me, logo depois achei hilário, mas, à noite, ao encostar minha cabeça no travesseiro, preocupei-me.

Será que todo mundo pensa que quando a gente se aposenta, fica só marcando passo, esperando a morte chegar? Em meu caso creio que tenho preenchido meu tempo de modo produtivo, fazendo tão somente o quê me agrada, após passar 37 anos cumprindo ordens e fazendo apenas o que meus chefes queriam. Se vivo agora uma tranquila situação de “vitelone”, o faço preenchendo minha vida com “Ócio Criativo” (Recomendo a todos que leiam o livro com este nome, de Domenico De Masi, professor de Sociologia do Trabalho na Universidade La Sapienza de Roma.)

Nos primeiros 90 dias, após ser demitido, corri a juntar documentação atrás de Salário Desemprego e concessão da Aposentadoria no INSS. Aproveitei também para registrar um livro inacabado de Marketing na Fundação Biblioteca Nacional, porque queria apresenta-lo em diversas editoras e não queria correr o risco de ser plagiado por cópia.    

Antes mesmo de receber a primeira exígua remuneração da aposentadoria, em uma tentativa de complementá-la, já estava tentado empreender uma empresa de Consultoria, juntando alguns colegas de meu emprego anterior. A primeira; “Equipe Ômega”, por dois anos ocupou-me, com três colegas e acabou sendo fechada por meu desentendimento com um dos sócios. Depois, por insistência de outro amigo, criei outra empresa similar, a “Inovar – Desenvolvimento e Marketing”, que em menos de um ano extinguiu-se porque meu sócio “arranjou” emprego, três meses após sua inauguração. 

Enquanto isso dei “uma mãozinha”, de Assessoria de Marketing, a um amigo que abria uma empresa de cosméticos e a outro que me pediu a montagem de uma apresentação de slides (“pps”), para novos produtos que ele estava lançando no mercado.

Todas essas atividades me deram muito mais, pequenos aborrecimentos do que grana. Então parei de tentar me recolocar no mercado. Até hoje, mantenho-me com uma rendinha suficiente para suplementar o parco “salário” do INSS, que anos após ano perde seu valor real, mas ainda está permitindo a mim e família, sobreviver sem sustos. Estou agora cuidando de coisas mais importantes. Cuido da família e de mim mesmo. Estou achando ótimo! Faço somente o quê quero e, exceto à Mara, minha mulher, não tenho que obedecer ou dar satisfação para mais ninguém.

Tenho dois blogs e participo de mais um, de um amigo, com artigos semanais de minha autoria. Diariamente estou trocando mensagens em diversas redes sociais, onde participo de vários grupos de companheiros. Entretanto não fico o dia inteiro imerso na Internet, como é a tendência atual. Permaneço diariamente pouco mais de duas  horas trocando mensagens. Por isso sobra-me tempo para outras coisinhas mais.

Tornei aos meus sonhos de juventude. Digitalizei tudo que escrevi em toda a minha vida. Mantenho em arquivo todos meus muitos projetos literários inacabados. Terminei alguns deles e fiz a revisão de outros e escrevi muitas coisas novas.

Sou um escritor doméstico, mas com ajuda de um mecenas amigo e protetor, já publiquei um livro de pequena tiragem e distribuição própria. Em minha estante estão alinhadas minhas obras em encadernação de capa dura. Além do livro publicado, lá estão outros seis livros de Poesia, três de Memórias e cinco de Contos. Meus blogs já postaram (desde 2011) mais de 70 artigos como este, que tiveram um total de quase 8.000 leituras...

Não estou querendo me gabar. Só estou tentando demonstrar que estou aposentado, mas não preciso ficar pintando livros de colorir e nem ficar jogando xadrez na praça com outros velhinhos.

Agora só falta convencer minha mulher que não preciso deixar um pouco de lado o computador para dar voltas a pé em torno do quarteirão e nem fazer hidroginástica, ou usar a bicicleta ergométrica. Aí vai ser mais difícil. Pois até eu acho que ela tem razão.    

Vez ou outra viajar e sair de casa frequentemente de carro, não substitui o exercício físico e nem vai me fazer emagrecer.

Mas onde vou arranjar tempo para fazer tudo isso que ela quer?

Mateus Cosentino
Sampa – 30/11/2016

 


0 comentários

Postar um comentário

Recomende este blog!!!

Postagens populares

Machado de Assis, o bruxo das palavras.

ENEM: Os Gêneros Literários

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

THE END

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Perfis

Perfis
Eglê S. Machado e Antônio Cabral Filho - coadministradores

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

Patrono

Patrono
Machado de Assis

PARCERIAS

Bookess

Seguidores

ABL

R. Letras

ALITA

DP

Tecnologia do Blogger.