Saber-Literário

Diário Literário Online

Ulysses Guimarães - biografia

Postado por Rilvan Batista de Santana 16/10/16

Ulysses Guimarães

Ulysses Guimarães formou-se advogado pela USP (Universidade de São Paulo), em 1940. Foi vice-presidente da UNE e secretário da Federação Paulista de Futebol. Elegeu-se deputado estadual em 1947, pelo Partido Social Democrático (PSD). Três anos depois, concorreu à Câmara dos Deputados, sendo reeleito em 1954 e em 1958, quando foi também delegado do Brasil junto à ONU.

Em 1961, foi nomeado ministro da Industria e do Comércio, durante o regime parlamentarista. Exonerou-se no ano seguinte, retornando a suas atividades na Câmara. Dois anos após o golpe militar de 31 de março de 1964, com a instituição do bipartidarismo, filiou-se ao MDB - Movimento Democrático Brasileiro -, o partido de oposição à ditadura, e foi eleito seu vice-presidente, além de deputado federal pelo partido. Nos dois anos seguintes foi presidente do Parlamento Latino-americano. Em 1971 assumiu a presidência do MDB.

Ao final do período mais autoritário do regime militar, em 1973, apresentou-se como anticandidato à presidência da República, como forma de protestar contra a farsa da eleição presidencial promovida pela ditadura, em que o "candidato" governista já estava previamente eleito, pela via indireta do voto de um Congresso manipulado.

No ano seguinte, porém, reelegeu-se deputado, função que exerceu até 1977 quando o Congresso foi colocado em recesso pelo Executivo. Em 1979, com a volta do pluripartidarismo, Ulysses integrou-se ao PMDB - Partido do Movimento Democrático Brasileiro - e tornou-se seu presidente.

No começo dos anos 1980, foi um dos principais líderes da campanha pelas "Diretas Já", sendo apelidado de "Senhor Diretas". Com a derrota no Congresso da emenda que instituía a volta das eleições presidenciais diretas, articulou a campanha vitoriosa de Tancredo Neves na eleição indireta de 1984.

Em 1988, presidiu a Assembléia Nacional Constituinte e anunciou a promulgação da chamada "Constituição Cidadã", que, muito emendada, permanece em vigor até hoje. Apesar de seu papel destacado na política nacional, entre o final dos anos 1970 e a década de 1980, viu o PMDB se transformar num partido dividido e ambíguo que perdeu a bandeira do oposicionismo para o PT e o PDT.

Assim, candidato a presidente da República em 1989, teve somente 4% dos votos válidos no primeiro turno, um percentual inexpressivo que mal o aproximava do segundo e do terceiro candidatos mais votados, respectivamente Lula e Leonel Brizola. O segundo turno foi ganho por Fernando Collor de Mello, que logo sofreu o processo de impeachment, devido ao esquema de corrupção articulado ao seu redor. Ulysses Guimarães colaborou ativamente no processo, que terminou com a renúncia de Collor e a posse do vice Itamar Franco. O líder peemedebista, então, empenhou-se em ajudar na manutenção da governabilidade.

Ulysses Guimarães desapareceu em 12 de Outubro de 1992, num acidente aéreo. O helicóptero que transportava os casais Ulysses Guimarães e Severo Gomes caiu após sair de Angra dos Reis, litoral do Rio de Janeiro, com destino a São Paulo. Seu corpo não foi encontrado, mas sua morte foi oficialmente reconhecida.


Fonte: http://educacao.uol.com.br/biografias/ulysses-guimaraes.htm

0 comentários

Postar um comentário

Recomende este blog!!!

Postagens populares

Machado de Assis, o bruxo das palavras.

ENEM: Os Gêneros Literários

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

THE END

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Perfis

Perfis
Eglê S. Machado e Antônio Cabral Filho - coadministradores

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

Patrono

Patrono
Machado de Assis

PARCERIAS

Bookess

Seguidores

ABL

R. Letras

ALITA

DP

Tecnologia do Blogger.