Saber-Literário

Diário Literário Online

SAFO DE LESBOS: SOBRE A ORIGEM LÉSBICA

Postado por Rilvan Batista de Santana 12/10/2016

SAFO DE LESBOS: SOBRE A ORIGEM LÉSBICA
publicado em literatura por Taoana Aymone Padilha

Safo foi uma mulher desejosa que viveu 600 anos antes de Cristo. Amou homens e mulheres, ou seja, amou em sua complexidade e, por causa de suas paixões - a arte e a política - construiu um legado que, apesar das inúmeras tentativas, não se apagará. Pois os seus restos continuarão a nos impactar.

A maior parte de nós sabe o que a palavra lésbica significa, mas desconhece a sua origem. Safo nasceu na Grécia, mais especificamente na Ilha de Lesbos, em torno de 630 anos antes de Cristo. Membro da aristocracia e exímia poetisa lírica, é dito que Safo era uma mulher que exercia um grande poder de sedução. Morena, de olhos negros e grandes, cabelos longos… Assim a imaginamos.

Viveu na cidade de Mitilene, onde sua família possuía importante participação na política. Desde jovem atuava de forma intensa na vida pública, e por se envolver em conflitos, foi exilada na Sicília. Foi lá que, segunda consta, teve sua filha, a quem nomeou como sua própria mãe. No retorno do exílio, envolveu-se com diferentes mulheres, a partir dos cultos à Afrodite, deusa do amor e da beleza. De volta à Mitilene, Safo tornou-se ainda mais atuante e reconhecida na esfera social.

Em Lesbos, fundou uma escola só para mulheres, onde juntas, praticavam música, poesia, dança e outras artes. Em uma cultura dominada pelos homens, Safo criou, para as mulheres, um espaço e um tempo para a criação – não de filhos – e sim, de cultura. Faziam também banquetes e cultos aos deuses. Dizem que as companheiras - hetarai – relacionavam-se eroticamente entre si e com Safo, a líder. A beleza e a graciosidade não eram negadas, mas valorizadas.

Safo produzia intensamente, e deixou um legado de inúmeras poesias, marcadas pelo que lhe era característico: suas obras eram temperadas com sensualidade, com ardor, com o desamparo e a dor inevitáveis.

Safo escrevia sobre o desejo, e sobre como uma mulher pode desejar. Mas, infelizmente, suas obras foram em grande parte destruídas, e hoje só encontramos alguns restos, algumas sobras de Safo na literatura universal. Na história que seguiu sua existência, só eram dignas as produções - feitas por mulheres - que falassem sobre o casamento ou sobre a criação dos filhos. Conta-se, ainda, que os escritos de Safo eram transmitidos, oralmente, de mães para filhas.

Safo foi uma mulher desejante que viveu 600 anos antes de Cristo.

Amou homens e mulheres - ou seja, amou em sua complexidade- e, causada por suas paixões, a arte e a política, construiu um legado que, apesar das inúmeras tentativas, não se apagará. Pois os seus restos, os restos de Safo, continuarão a nos causar.

Encontramos as palavras de Safo soltas, voando em versos, pois eram destruídos os trechos ou as poesias de maior erotismo ou que iam contra a moral da época.

A Violência de Eros->
#Ero" d! ejtivnaxev moi frevna", wj" a[nemo" ka;t o[ro" druvsin ejmpevtwn. (fr. 50 D)
Tradução : Eros sacudiu o meu coração, como um vento que, descendo a montanha, se lança sobre os carvalhos.

A Mulher Rica e Inculta->
katqavnoisa de; keivshi oujdev pota mnamosuvna sevqen e[sset! oujde; povqa eij" u[steron: ouj ga;r pedevchi" brovdwn tw;n ejk Pieriva", ajll! ajfavnh" kajn !Aivda dovmwi foitavshi" ped! ajmauvrwn nekuvwn ejkpepotamevna. (fr. 58 D)
Tradução : Morta jazerás e não deixarás memória nem saudade, porque não tiveste parte nas rosas da Piéria. Invisível, errarás na casa de Hades entre os escuros mortos, depois de teres voado daqui.

Sonho->
#Onoire melaina[ f[o]ivtai" o[ta t! u[pno"[ gluvku" [q]evo": h\ dei'n! ojniva" m[ za; cw'ri" e[chn ta;n duvnam[ e[lpi" de; m! e[cei mh; pedevch[n mh'den makavrwn ejl≥[ o≥uj≥ gavr k! e[on ou[tw[ ajquvrmata kavl[ gevnoito dev moi[ toi;" pavnta[ (fr. 67 D)
Tradução : Ó sonho, tu vens na negra...., quando o sono.... deus de doçura, me liberta do peso dos cuidados.... Mas tenho a esperança de não participar.... nada.... dos deuses.... pois eu não seria tão.... belos adornos.... Seja-me dado....

Abandono ->
oi\on to; glukuvmalon ejreuvqetai a[krwi ejp! u[sdwi, a[kron ejp! ajkrotavtwi, lelavqonto de; malodrovphe": ouj ma;n ejklelavqont!, ajll! oujk ejduvnant! ejpivkesqai. (fr. 116 D)
Tradução : Assim como a maçã doce se avermelha no cimo do ramo, a mais alta no mais alto ramo... Esqueceram-se dela os colhedores, mas não, não se esqueceram, é que não puderam chegar lá!

 



TAOANA AYMONE PADILHA
Psicanalista e Atriz. Sensível e Pensativa. Tudo e nada. Decifra-me ou te devoro. .
Saiba como escrever na obvious.

Fonte: obvious: http://obviousmag.org/nos/2016/09/safo-de-lesbos-sobre-a-origem-lesbica.html#ixzz4MrNPFUnL


0 comentários

Postar um comentário

Recomende este blog!!!

Postagens populares

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

Minha lista de blogs

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Perfil

Perfil
Antônio Cabral Filho - Escritor e coadministradores

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

Patrono

Patrono
Machado de Assis

PARCERIAS

Bookess

ABL

R. Letras

DP

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.
Tecnologia do Blogger.