Saber-Literário

Diário Literário Online

Pobres ricos! - Antonio Nunes de Souza*

Postado por Rilvan Batista de Santana 15/10/16

Pobres ricos!
Antonio Nunes de Souza*

Impossível ser inovador, deixar de chover no molhado, mas, tudo isso, é para tentar abrir os olhos e mentes de uma sociedade que, sofrendo barbaramente as consequências, não atinam, ou fingem, egoisticamente, vendo apenas seus interesse e ganâncias, deixando as coisas continuarem acontecendo, cada vez mais acentuadas.

Além da nossa política altamente asquerosa, que convivemos sofrendo as agruras do inferno, nas mãos de políticos corruptos que saem e que entram, envergonhando o nosso país, a tal sociedade, citada sempre como organizada, nem pensa em mudar seus comportamentos, mesmo vendo que, da maneira que procedem, a tendência é aumentar a criminalidade em todas as vertentes e direções, transformando nossas casas em prisões, eliminando, completamente, nossa liberdade de andar nas ruas. Está mais claro e evidenciado que, enquanto perdurar esse egoísmo e a acomodação de culpar somente os governos, nada resolverá e, infelizmente, já estamos chegando ao fundo do poço!

Falando sem demagogia barata, sabemos todos nós que os pretos e pobres sempre foram tratados como sub-raças sofrendo as maiores discriminações, falta de escolas, assistência médica, moradia, segurança, transporte, etc., só  conseguindo projeção  e algum dinheiro, por muitos anos, no futebol, pois, sua  única diversão e jogar bola nas rampas dos morros onde moram. Nas outras áreas agora é que as coisas estão melhorando um pouco, graças a algumas coisas partidas do governo e a luta valente dos discriminados, através de passeatas e apoios de uma pequena parcela super minoritária dessa cruel e pobres de espíritos e ricos de dinheiro. Ninguém aguenta mais ouvir a ladainha: “eu pago meus impostos”. Imposto é uma obrigação e todos os brasileiros, sem exceção pagam religiosamente, principalmente os pobres que, já pagam através das suas compras de manutenção, como também são descontados nos seus parcos salários.

Enquanto tiverem, os pobres, desprezos os ataques serão piores, não só pela necessidade como também pela revolta, de serem  excluídos e tratados como cães pulguentos.

Sempre estou tentando dar esse alerta, para minimizar as ações condenatórias que são constantes e diuturnamente, mas, a triste cegueira egoística, prefere viver assombrados que fazerem uma divisão de rendas mais justas e humanas, ajudando com mais veemência as comunidades pobres!

Chazinhos de tortas, feijoadas e carurus, são apenas paliativos e para as madames irem parar nas colunas sociais. O importante são coisas mais substanciais!

Ou será que preferem que droguem os seus filhos e netos, assaltem quem quer que seja, não terem liberdade de sair nas ruas, serem sequestrados e estuprados?

Ou ganhar uma bala perdida como uma cortesia de um menor desprezado e repudiado?


*Escritor – membro da academia Grapiúna de letras – AGRAL – antoniodaagral26hotmail.com

0 comentários

Postar um comentário

Recomende este blog!!!

Postagens populares

Machado de Assis, o bruxo das palavras.

ENEM: Os Gêneros Literários

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

THE END

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Perfis

Perfis
Eglê S. Machado e Antônio Cabral Filho - coadministradores

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

Patrono

Patrono
Machado de Assis

PARCERIAS

Bookess

Seguidores

ABL

R. Letras

ALITA

DP

Tecnologia do Blogger.