Saber-Literário

Diário Literário Online

Sopa de Eduardo Medeiros- Érico Assis

Postado por Rilvan Batista de Santana 27/09/16

Sopa de Eduardo Medeiros
26 setembro 2016, 4:03 pm
eduardo medeiros, érico assis
Por Érico Assis

Sopa de salsicha, de Eduardo Medeiros, começa com o próprio e a esposa, A Baixinha, mudando-se de Porto Alegre para Florianópolis. Os dois estavam cansados da cidade onde nasceram e cresceram, cansados dos malucos dos prédio onde moravam, queriam uma sacada com vista para alguma coisa que não outro prédio e, como 98% dos gaúchos, queriam morar na grande praia gaúcha de Santa Catarina.

Quis o destino, uma proprietária autoritária e os advogados desta que, quando Sopa de salsicha foi lançado, com sua declaração de amor à tranquilidade que encontraram na Praia dos Ingleses, o casal não estivesse mais morando em Florianópolis. No início deste ano, eles voltaram para o Rio Grande do Sul. Mas não para Porto Alegre. Foram para Imbé, no litoral, quase no meio do caminho entre Porto e Floripa.

“Eu fui criado em Capão Novo, que é outra praia perto daqui”, Medeiros me disse numa conversa via Facebook, “e tenho uma relação de nostalgia que me agrada mais que a quase solidão que sentia em Floripa. Resposta meio fruta, mas é verdade.”

Sim, Floripa também estava cansando — como acontece com 98% dos gaúchos que vão para lá. Eles estão se adaptando à nova casa e gostam que a proximidade de Porto Alegre rende cerveja com os amigos da cidade natal. Mas a solidão não é necessariamente uma coisa ruim. “A característica do litoral gaúcho é de ter três meses de uma super população absurda de gente e nove meses de uma solidão até que boa”, escreveu ele em uma HQ recente.

* * *

“GRAPHIC NOVEL é quando nós, artistas, fazemos histórias em quadrinhos com mais de 100 páginas, totalmente dedicadas a falar de nós mesmos e problemas mal resolvidos de nossas vidas”, Medeiros diz nas primeiras páginas de sua… graphic novel. Outras características da gréfic nóvel segundo o gréfic novelista: finalização com pincel para aumentar o status, contar tristezas e, se possível, falar de doenças para aumentar as vendas.

“Às vezes tenho a impressão que o termo graphic novel só é aplicado a um seleto time de artistas. Esses fazem graphic novel, os outros fazem quadrinhos”, Medeiros disse na nossa conversa. “Daniel Clowes faz graphic novel, o Zezinho faz HQ.”

Sopa de salsicha trata do problema mal resolvido de Medeiros com seus dreads (check), com gente que cospe na rua (check), com a sunga verde que seu pai marombado passou a usar depois do divórcio (check), parece finalizada em pincel (check), mostra receitas com banana (check) e fala de depressão (jackpot).

“Mas acho que é mais como o artista vende o seu material, né. Na real acho que é tudo pompa do artista mesmo. Não que aquele não seja eu, mas é tudo mais exagerado”, ele me diz na conversa. “Pelo personagem é uma graphic novel, mas por mim tanto faz, cara. Mesmo.”

* * *

“Perdi meu HD tem uns dois anos, quando caiu um raio na minha rua lá em Floripa”, ele conta. Algumas páginas se foram. Ele continua com alguns projetos que vem tocando desde antes do HD perdido. Neeb e Open Bar, duas HQs que publicou independente, vão ganhar continuação. Não me mande flores, colaboração com o escritor Paulo Scott sobre a história da banda DeFalla, terá 300 páginas — um terço está desenhado, mas ele quer redesenhar. E sua História mais triste do mundo deve ganhar versão ampliada e em inglês.

Publicar em inglês para chegar a outros mercados faz parte do seu plano de carreira. Ele já colaborou em um álbum lançado nos EUA (Mondo Urbano) e teve pequenas histórias na Marvel e na DC (a do Homem-Aranha é sensacional). Os dois amigos que ele mais cita em Sopa de salsicha, Mateus Santolouco e Rafael Albuquerque, estão ajudando no processo — também porto-alegrenses, eles trabalham exclusivamente para o mercado norte-americano.

* * *

“A internet cria essa ilusão de que tu tem muita gente acompanhando teu trabalho, mas a parcela de pessoas que realmente vê e comenta é muito pouca”, Medeiros diz. Cada comentário tem seu valor, porém: “As poucas resenhas que saíram foram ótimas, o que me deixou mais tranquilo, porque sempre bate aquela vergonha/incerteza que dá vontade de me esconder.”

* * *

Sopa de salsicha terá lançamento em Porto Alegre no dia 15/10, a partir das 14h, na Galeria Hipotética (Visconde do Rio Branco, 431), com participação do autor.

Eduardo Medeiros publica suas HQs mais recentes em http://sopadesalsicha.com/.

* * * * *


Érico Assis é jornalista, tradutor e doutorando. É o editor convidado de O Fabuloso Quadrinho Brasileiro de 2015 (Editora Narval). Mora em Florianópolis e contribui mensalmente com o blog com textos sobre histórias em quadrinhos. Também escreve em seu site pessoal, A Pilha.

Fonte: Blog Companhia das Letras

0 comentários

Postar um comentário

Recomende este blog!!!

Postagens populares

Machado de Assis, o bruxo das palavras.

ENEM: Os Gêneros Literários

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

THE END

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Perfis

Perfis
Eglê S. Machado e Antônio Cabral Filho - coadministradores

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

Patrono

Patrono
Machado de Assis

PARCERIAS

Bookess

Seguidores

ABL

R. Letras

ALITA

DP

Tecnologia do Blogger.