Saber-Literário

Diário Literário Online

CAMÕES - Papel Aceita Tudo - Mateus Cosentino

Postado por Rilvan Batista de Santana 02/09/2016

CAMÕES - Papel Aceita Tudo

Há dois anos, meu saudoso amigo Luiz Fernando Fink, mandou-me  um e-mail dizendo:

“Meu amigo Mateus, nada como uma boa redação! Aprecie e fique com inveja, como eu, dessa bela interpretação. Aconteceu no Vestibular da Universidade da Bahia, que solicitou uma redação aos candidatos sobre o entendimento que davam ao primeiro quarteto do soneto de Luís de Camões:

‘Amor é fogo que arde sem se ver,
é ferida que dói e não se sente,
é um contentamento descontente,
dor que desatina sem doer ‘.

O destaque foi de uma vestibulanda de 16 anos que deu a seguinte interpretação:

'Ah, Camões!, se vivesses hoje em dia,
tomavas uns antipiréticos,
uns quantos analgésicos
e Prozac para a depressão.
Compravas um computador,
consultavas a Internet
e descobririas que essas dores que sentias,
esses calores que te abrasavam,
essas mudanças de humor repentinas,
esses desatinos sem nexo,
não eram feridas de amor,
mas somente falta de sexo!'

Você acredita Mateus que, conforme a notícia que encontrei, a vestibulanda ganhou nota dez! Foi considerada sua originalidade, a estruturação dos versos e das rimas insinuantes, como também o fato de ser a primeira vez, ao longo de mais de quinhentos anos, que alguém desconfiou ser o problema de Camões apenas falta de mulher”. (18/02/2014)

Gostei e ri da obra juvenil da mocinha e até considerei correta a avaliação das qualidades literárias do poema da adolescente talentosa, mas indignei-me com a interpretação da motivação camoniana. Então, imediatamente enviei uma quadrinha para o amigo Fink:

Não será uma mocinha qualquer,
mesmo que nos pareça ter nexo,
dizer ser por falta de mulher,
um marinheiro não fazer sexo...

Dois dias depois, como resposta aos meus versos, meu caro Luiz Fernando Fink, deu os parabéns pela minha “trova espirituosa” e acrescentou, sem qualquer comentário, dois textos sobre a “redação” da jovem poetisa, pinçados por ele no Google:

[1] – “Desconfio... A FUVEST proíbe redação em forma de versos. Teria recebido zero, pois deve-se fazer uma dissertação. A Internet é repleta de redações com erros feitas por quem quer zoar com a falta de conhecimentos dos jovens. Alguém prova que a fonte foi o vestibular da Universidade Federal da Bahia?” wandhkleysson Piragibe - sab, 19/10/2013

[2] Que bobagem! – “Camões foi um dos maiores aventureiros que já pisaram nessa terra. Tanto é que o maior aventureiro do mundo, o genial inglês Richard Francis Burton o tinha como grande ídolo. E, sabendo-se o que Burton aprontou na Índia séculos depois, pode ter certeza que Camões se divertiu muito com as indianas.  O pá!” Marco St. - sab, 19/10/2013

É isso! O papel aceita tudo, desde bobagens (*) como esta, ou até mesmo a obra imortal do maior vate da língua portuguesa.






Fonte: Mateus Cosentino – Sampa 15/04/2016 / O papel

0 comentários

Postar um comentário

Recomende este blog!!!

Postagens populares

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

Minha lista de blogs

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Perfil

Perfil
Antônio Cabral Filho - Escritor e coadministradores

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

Patrono

Patrono
Machado de Assis

PARCERIAS

Bookess

ABL

R. Letras

DP

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.
Tecnologia do Blogger.