Saber-Literário

Diário Literário Online

QUANDO O MEDO DA SOLIDÃO VIRA UM PROBLEMA - Joanna Cataldo

Postado por Rilvan Batista de Santana 26/07/2016

QUANDO O MEDO DA SOLIDÃO VIRA UM PROBLEMA - Joanna Cataldo

Porque ficar sozinho também pode ser uma benção

Sempre fui o tipo de pessoa que gosta de ficar sozinha. Nunca tive problemas em trocar uma balada por um livro ou uma saída para o shopping pelo bom e velho Netflix. Às vezes, chegava até a “radicalizar”, almoçando ou indo ao cinema sozinha. E antes que você comece a achar que eu fazia isso porque não tinha amigos, é bom você saber que minha solidão era uma questão de escolha. Gostava de sair com os amigos, é claro. Mas, em alguns momentos, tudo o que eu mais queria era não fazer interações. Às vezes, precisava me distanciar do contato com as pessoas para, enfim, conseguir relaxar e recarregar as baterias.

Tudo, no entanto, mudou quando comecei a ter crises de ansiedade. De uma maneira geral, sempre fui uma pessoa ansiosa. Mas o que comecei a sentir nessa época era muito pior do que tudo que eu já havia passado. Sabe quando colocamos o saquinho de pipoca no microondas e o milho começa a estourar? De repente, parecia que minha mente era o saquinho de pipoca e os pensamentos negativos eram milhos que estouravam e faziam um barulho alto. A diferença é que, ao contrário do saquinho de pipoca, a “estouração” não acabava nunca e eu vivia constantemente com um aperto no peito e com a sensação de que tudo de ruim aconteceria comigo.

Foi nessa época que meu gosto por ficar sozinha começou a ser substituído pelo pânico da solidão. Comecei a ter medo de ser a única pessoa na casa, de andar de transporte público desacompanhada. Imagine o horror que era ficar refém dos meus próprios pensamentos, sem saídas de escape...

Eu até tentava me distrair com o celular, com livros, mas o que antes eram válvulas de escape agora eram ferramentas inúteis. A única coisa que me ajudava era estar entre as pessoas. Por causa das expectativas sociais, minha mente era forçada a ficar totalmente concentrada nas conversas e, assim, eu momentaneamente me esquecia dos pensamentos negativos provocados pela minha ansiedade.

Mas usar as pessoas como bengala nunca é uma boa opção. Primeiro porque, querendo ou não, há momentos na vida em que nós vamos precisar ficar sozinhos. Pode ser por um motivo grave, como a morte de uma pessoa que morava conosco, ou simplesmente porque você precisa voltar para casa e ninguém que você conhece mora no seu bairro. E, se acontecer de você se ver sozinho, o que vai fazer? Sentar e chorar? Entrar em pânico? Isso com certeza só tornará as coisas piores. E nós não queremos mais problemas do que já temos, não é?

Em segundo lugar, quando estamos sempre entre pessoas, perdemos a capacidade de pensar na vida. Mas isso não era exatamente o que nós estávamos querendo?, você pode estar se perguntando. Não, não era isso que deveríamos querer. Nós precisamos pensar, refletir sobre a vida. Nunca vamos conseguir nos livrar definitivamente dos pensamentos negativos se não fizermos uma análise aprofundada sobre nossas vidas e descobrirmos por que esses pensamentos surgiram, para começar.

Sair com as pessoas, ir ao cinema, ao bar são atitudes saudáveis, mas elas não resolvem o problema. Elas apenas atenuam as dores. Se não formos até a raiz, em algum momento, o problema vai voltar a bater na sua porta e o saco de pipoca vai continuar estourando, estourando...

E, vamos combinar, o que nós queremos mesmo é que a pipoca fique pronta de uma vez.


Fonte: 
http://obviousmag.org/so_mais_uma_coisa/2016/quando-o-medo-da-solidao-vira-um-problema.html


0 comentários

Postar um comentário

Recomende este blog!!!

Postagens populares

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

THE END

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Perfil

Perfil
Antônio Cabral Filho - Escritor e coadministradores

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

Patrono

Patrono
Machado de Assis

PARCERIAS

Bookess

ABL

R. Letras

ALITA

DP

Tecnologia do Blogger.