Saber-Literário

Diário Literário Online

Qual é a melhor idade? - Antonio Nunes de Souza*

Postado por Rilvan Batista de Santana 25/07/2016

Qual é a melhor idade?
Antonio Nunes de Souza*

Será a infância?

Acho que não!  Pois essa, embora cheia de encantos e fantasias, representa apenas o nosso infantil desabrochar da vida, com uma série de regalias e tolerâncias, mas, ao mesmo tempo, somos coibidos de certas coisas, sem entendermos as razões, nos causando aborrecimentos. Além do mais é um período tão curto que, quando menos esperamos, passa a ser apenas uma mera lembrança do passado.

Será a puberdade ou juventude?


Também não creio!  Talvez seja a que temos mais lembranças, pois nela passamos a descobrir os segredos da vida, alimentamos nossa aguçada curiosidade, criamos nossos sonhos, vivemos amores possíveis e impossíveis, erramos e acertamos e, principalmente, nos preparamos para enfrentar as dificuldades profissionais futuras, através de muito trabalho e estudos. Entretanto, mesmo ela sendo boa e agradável de se viver, nós rezamos que ela passe rápido, para que possamos nos livrar desses compromissos e passarmos a ser donos dos nossos destinos. Essa ansiedade faz com que essa idade seja mais curta ainda, pois, não sabendo o que nos espera, nós mesmos procuramos abrevia-la.

Será a terceira idade?

Ah! Tenho certeza que sim!  Sabiamente, Deus não deu limites para ela. Ela começa onde acabam as outras e nos acompanha até o nosso último minuto. Não é ela que nos limita. Nós é que a limitamos.

Além dessa dádiva, podemos desfrutar de todas as outras idades ao mesmo tempo: Somos crianças com nossos netos, adolescentes com nossos filhos e adultos com nossos cônjuges e amigos. Devemos, cotidianamente, agradecer esse privilégio de estar vivendo a melhor idade, termos orgulho de um dever cumprido, preparando melhores caminhos para nossos descendentes, transmitindo nossas experiências, sempre com muito cuidado, para que todos possam encontrar um mundo melhor pela frente.

Mas, já que vencemos e vivemos todas essas etapas, por que não aproveitarmos agora e sempre esse momento sublime de nossas vidas?

Não tem “por que!”  Nosso hoje deve ser sempre o reflexo da nossa felicidade de ontem e a de amanhã. Viver intensamente não é um dever é, simplesmente, nossa obrigação. Dizem erroneamente que tempo é dinheiro, mas isso é um ledo engano. Tempo é uma medida de satisfação, dos momentos felizes que vivemos. E podemos amplia-lo o mais possível, desde de que saibamos usa-lo com sabedoria. E isso não nos falta, graças à experiência adquirida com o próprio tempo.

Desejamos que todos que curtem hoje a melhor idade possam realizar seus sonhos, que por alguma razão foram deixados para trás, mostrem, não para os outros, mas para si mesmo, que a felicidade que todos buscam, sempre esteve dentro de nós.

A melhor idade é essa que orgulhosamente estamos vivendo. E com ela não tem tempo determinante, pois,  só acaba quando morremos!


*Escritor – Membro da Academia Grapiúna de Letras – AGRAL – antoniodaagral26@hotmail.com

0 comentários

Postar um comentário

Recomende este blog!!!

Postagens populares

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

THE END

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Perfil

Perfil
Antônio Cabral Filho - Escritor e coadministradores

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

Patrono

Patrono
Machado de Assis

PARCERIAS

Bookess

ABL

R. Letras

ALITA

DP

Tecnologia do Blogger.