Saber-Literário

Diário Literário Online

Dono ou Consultor? Quem É seu Provedor? Por Jim Lange

Postado por Rilvan Batista de Santana 21/06/2016

Dono ou Consultor? Quem É seu Provedor?
Por Jim Lange

Tempos atrás estava pensando sobre uma de minhas atribuições enquanto servia como consultor de liderança. Durante esse tempo eu trabalhava para uma empresa local alguns dias por semana, proporcionando liderança e aconselhamento para mudar o rumo da companhia e resolver alguns sérios desafios internos. Meu papel era desenvolver um plano de atividades  para dar assistência à companhia sempre que eu sentisse que eles precisavam de ajuda, e orientá-los para que implementassem aquele plano. 
Trabalhei por cerca de dois anos com esse cliente em particular. A dona  tinha construído uma empresa sólida, mas àquela altura, tinha deixado de se envolver ativamente na operação dos negócios. Apesar de seu não envolvimento efetivo, ela ainda desejava manter o controle geral. Assim, quando ligava para mim com ideias e orientações, mesmo que fossem contrárias aos meus planos, eu simplesmente ajustava minha agenda, adiava as tarefas para dias futuros, e não pensava mais nisso. Escolhi não ficar estressado com aquilo de forma nenhuma, porque a cliente estava me pagando e compreendi que se ela queria que eu fizesse algo diferente, eu deveria atender o seu pedido. Eu trabalhava para ela. 

Anos mais tarde, durante um período de reflexão, ocorreu-me uma ideia: Por que eu não estava sendo capaz de manter a mesma mentalidade para com a minha agenda atual? Por que eu não tinha uma “mentalidade de consultor” em tudo o que eu estava fazendo? Mesmo possuindo meu próprio negócio – de acordo com documentos legais – na verdade, eu sabia que Deus era (e é) o verdadeiro dono e eu estava trabalhando para Ele. Em certo sentido, meu papel ao longo de toda minha carreira tem sido o de servir a Ele como Seu “consultor”. 

Por tender sempre a fazer as coisas do meu jeito e sentir que tudo dependia de mim, precisei fazer algo para lembrar-me do Único que é realmente responsável por qualquer sucesso que eu possa obter. Isso pode soar como uma bobagem ou esquisitice, mas para cada uma de minhas empresas criei um certificado de titularidade que afirma: “Este certificado declara que o dono de (nome da empresa) é Deus. Declara ainda que Jim Lange assumirá o papel de Consultor de Deus.” Assinei e datei os certificados e, desde então os tenho mantido no alto da minha estante de livros no meu escritório como lembrete. 

Por que é importante para mim – ou para qualquer seguidor de Jesus Cristo – reconhecer e agir de acordo com a verdade de que Ele é o dono de nossas empresas? Existem várias razões, mas aqui estão duas delas, citadas da Bíblia:

Deus é nosso provedor. Tendemos a pensar que foi nossa inteligência, entendimento, habilidade e suor que resultaram em nosso sucesso. Entretanto, como Salmos 127:2 ressalta “Não adianta trabalhar demais para ganhar o pão, levantando cedo e deitando tarde, pois é Deus quem dá o sustento aos que Ele ama, mesmo quando estão dormindo.” Este versículo é um grande lembrete de que o resultado não depende de mim. Mesmo que eu deixe de fazer tudo o que é preciso e que eu pretendia fazer, Deus pode prover para mim mesmo quando estou dormindo. 

Deus é definitivamente a Fonte, dando habilidades, talentos e os recursos que precisamos. “Portanto, não pensem que foi com a sua própria força que vocês conseguiram todas essas riquezas. Lembrem do Senhor, nosso Deus, pois é Ele quem lhes dá força para poderem conseguir riquezas. Vocês estão vendo que assim Ele está cumprindo a aliança feita por meio de juramento com os nossos antepassados.” (Deuteronômio 8:17-18).   


Questões Para Reflexão ou Discussão  

1.   Tendo um negócio, liderando um departamento ou tendo responsabilidades exclusivas na empresa, você se considera “dono”? Qual o problema com uma atitude assim? Você concorda com o autor?

2.   Que diferença faria se você mudasse a perspectiva sobre o seu papel no ambiente de trabalho e se visse como consultor e não dono ou “chefe”? Você estaria disposto a escrever um certificado especificando Deus como o dono e você como Seu consultor? Explique sua resposta.

3.   Você realmente considera Deus seu provedor – para seus negócios e suas necessidades pessoais? Por quê?

4.   Como você reage à ideia de Deus ser a Fonte de suas habilidades, dons exclusivos e todos os recursos que necessita para realizar seu trabalho e capacitar sua empresa a ter êxito? 

Nota: Desejando considerar outras passagens da Bíblia relacionadas ao tema, sugerimos: I Crônicas 29:11-12; II Crônicas 1:12; 32:29; Mateus 6:24-34; Filipenses 4:13, 19.

Próxima semana tem mais!

MsC. Jean Luiz Correia Baraúna
Baraúna Consultoria Contábil
Contato: (73) 3613-7771/99133-1845/98869-3561/99949-7771
Medite: “Pais Que Levam Seus Filhos à Igreja, Não Vão Buscá-los na Cadeia”

0 comentários

Postar um comentário

Recomende este blog!!!

Postagens populares

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

Minha lista de blogs

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

PARCERIAS

Bookess

ABL

R. Letras

DP

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.
Tecnologia do Blogger.