Saber-Literário

Diário Literário Online

Difícil de entender - Zuenir Ventura

Postado por Rilvan Batista de Santana 29/04/2016

Difícil de entender
Zuenir Ventura

Como nessa novela de suspense não se adiantam os novos episódios, fica-se sem saber o que vai acontecer daqui pra frente no país.

É mais um capítulo da nossa novela “O impeachment”, que os americanos devem estar tendo dificuldade de entender, até porque o desempenho dos protagonistas, ou melhor, antagonistas, tem sido sofrível.

Pois se trata de uma presidente que ainda é, mas está deixando de ser, e um vice que a está substituindo por dias e provavelmente estará pelos próximos dois anos e é acusado por ela de lhe ter dado um golpe para derrubá-la.

De um lado, Michel Temer montando sua equipe e abandonando sua postura de aguardar “muito silenciosa e respeitosamente” o julgamento do Senado. De outro, Dilma Rousseff agindo como se estivesse começando o mandato, e não encerrando.

Ela, que se considerava “carta fora do baralho”, se perdesse, tem oferecido um espetáculo de novidades que a coloca diariamente nas manchetes dos jornais. Depois de apelar aqui dentro para o papel de vítima de injustiça, rejeitado inclusive pelo STF, resolveu aliviá-lo lá fora em um cauteloso discurso na ONU para gringo ver — tudo como parte da estratégia de se defender atacando, com aparente disposição de alguém que vai reverter o jogo.

Quem a conhece bem acha que essa tentativa de reação, porém, chegou tarde demais. Há um ano o jornalista Thomas Traumann, que foi porta-voz do seu governo, alertou em um relatório que o Brasil caminhava para o “caos político”. Não foi ouvido. Por isso ele acha que ela vai lutar até o fim, já que “não é o tipo de pessoa que desiste” e, pode-se acrescentar, que reconheça seus erros — a não ser, talvez, o de ter escolhido mal o mesmo vice duas vezes.

Sendo assim, aqueles que alimentavam a esperança de uma renúncia presidencial devem esquecer. De fato, é difícil imaginar que uma pessoa como Dilma Rousseff, que não admitiu ter errado nem sob tortura, faça agora uma autocrítica em relação a sua administração.

A então guerrilheira Vanda impressionou os torturadores com a sua resistência, e chegou a ser apelidada por um deles de “Joana D’Arc”. O problema é que o que era virtude naqueles tempos de trevas, a intransigência, transformou-se hoje em pecado para quem faz política.

Como nessa novela de suspense não se adiantam os novos episódios, fica-se sem saber o que vai acontecer daqui pra frente no país. A única certeza é que a culpa pela péssima escolha dos personagens principais foi nossa, dos espectadores.


O Globo / ABL

0 comentários

Postar um comentário

Recomende este blog!!!

Postagens populares

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

Minha lista de blogs

THE END

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Perfil

Perfil
Antônio Cabral Filho - Escritor e coadministradores

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

Patrono

Patrono
Machado de Assis

PARCERIAS

Bookess

ABL

R. Letras

DP

Tecnologia do Blogger.