Saber-Literário

Diário Literário Online

COMO SERÁ O AMANHÃ? Sônia Carvalho de Almeida Maron*

Postado por Rilvan Batista de Santana 08/04/2016

COMO SERÁ O AMANHÃ?
Sônia Carvalho de Almeida Maron*

O maniqueísmo demodèe do governo, o discurso pobre e disparatado do “eles” e  “nós” já esgotou a tolerância  do povo brasileiro.  Nós, os brasileiros, somos um povo extraordinário,  tendo como um dos símbolos a bandeira verde e amarelo e  muitas estrelas brancas enfeitando  uma esfera azul. Independentes e lúcidos, capazes de pensar.  Vivemos em uma sociedade livre,  pluralista, fraterna e sem preconceitos, iluminada pelo sol tropical que aquece todos igualmente;  são palavras inspiradas no preâmbulo da nossa Constituição, sob o pálio da igualdade e justiça como valores supremos.

O povo brasileiro não pode e não deve reconhecer o “discurso” separatista e desconectado, repetitivo e vazio da dirigente sempre iniciado com a expressão “ a gente” e inventando tempos verbais esquisitos como “grampia”, corrigido apressadamente para “grampeia”, em pronunciamento através de rede nacional de TV. Qualquer brasileiro que não seja totalmente imbecil percebeu que o ato falho denunciou o hábito dos diálogos com o “chefe”  que popularizou a linguagem de botequim nos “discursos” políticos, pontuados de expressões chulas e gestos pouco recomendáveis para alguém que se diz líder de um povo. O povo brasileiro não é analfabeto funcional e nem deseja enterrar o idioma português. É muito fácil comparar a postura de Obama, Ângela Merkel, Macri, Holande e outros chefes de governo com nossos eventuais e transitórios dirigentes: os estadistas citados não expõem seus países ao ridículo quando abrem a boca.

O povo brasileiro, todo o povo brasileiro é, sim, uma elite: ninguém, neste Brasil abençoado, pode dizer que é branco, negro ou amarelo. Seria uma piada de mau gosto no país da “casa grande e senzala”. Nossa grandeza e progresso cultural e econômico decorrem da miscigenação das nossas matrizes africana, portuguesa,  indígena e de tantas outras etnias que enriqueceram nossos Estados do Sul e Sudeste com sua força-trabalho,  entusiasmo, tradições e costumes que se agregaram à nossa formação. Nossa cidade é um exemplo desta afirmação, com as colônias libanesa e portuguesa integradas à história da formação do povo grapiúna, secundadas por afro-descendentes e índios.

E agora aparecem pessoas que não conseguiram entender que a fraternidade, a igualdade e a liberdade prevalecem como fórmula para  superação e preferem fomentar  o ódio entre as classes sociais, como se a classe média e os mais abastados fossem inimigos da “classe trabalhadora”. A palavra de ordem é execrá-los, até porque eles esquecem que os empregos oferecidos por nossos empresários e comerciantes  movimentam a economia e garantem a dignidade e o sustento através do trabalho. Com a palavra nove milhões de desempregados que o “Brasil para todos”, com sua “ matriz econômica” oferece como meta de governo.

Posto isso, com todas as preces da Semana Santa para o juiz Sérgio Moro, para que não se transforme em mártir, como o juiz italiano Falcone, da Operação Mãos Limpas, na Itália, o que acontecerá em nosso amanhã sem líderes? Será que da abençoada Operação Lava Jato, que acordou o Brasil para .o gigantesco rompimento da barragem moral e ética dos políticos e mega-empresários do nosso país, vai sobrar alguém? O que será de nós, as vítimas, os brasileiros decentes, que estão declarando seus rendimentos neste mês de março sem fraudes e recursos contábeis desonestos? Quais serão as leis, os regulamentos, os critérios que passarão a reger o país que há muito tempo caminha sem rumo?  É a pergunta que angustia e espanta o sono de todos os brasileiros que não encheram os bolsos com o dinheiro da corrupção. Felizmente são muitos. Se tiverem coragem podem mudar o Brasil. Principalmente os brasileiros que pertencem ao Super Poder e são considerados covardes por pessoas que dependem do seu julgamento.

* Sônia Carvalho de Almeida Maron - Presidente da Academia de Letras de Itabuna - ALITA


Fonte:  ALITA

0 comentários

Postar um comentário

Recomende este blog!!!

Postagens populares

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

THE END

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Perfil

Perfil
Antônio Cabral Filho - Escritor e coadministradores

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

Patrono

Patrono
Machado de Assis

PARCERIAS

Bookess

ABL

R. Letras

ALITA

DP

Tecnologia do Blogger.