Saber-Literário

Diário Literário Online

Lúcifer - ascensão e queda do Anjo da Luz!
[A queda do homem e a astúcia de Lúcifer!]
Lúcifer - ascensão e queda do Anjo da Luz!
Lourival pereira Piligra júnior













1. O homem, viva semelhança
E imagem da criação,
Reflexo pleno de Deus
Esculpido por sua mão,
No paraíso vivia,
Longe de dor, de agonia,
Do sofrimento e da morte,
Em companhia de Eva
Uma vida eterna leva
Protegido contra a sorte!

2. Ali, sem qualquer pecado,
Viviam sempre felizes
Longe de usura, ameaça,
E dos pequenos deslizes,
Contemplando o paraíso
Mergulhado no sorriso
Eterno do criador,
Sem conhecer sofrimento,
Desprezo, morte e lamento,
Mergulhados no amor!

3. Mas, Lúcifer, disfarçado
De uma maldosa serpente
Sobre a árvore da vida
Observa calmamente,
Adão contemplando o céu
E Eva cumprindo o papel
Da mulher que a terra enfeita,
Livres de qualquer pudor
Imersos no puro amor
Da eternidade perfeita!

4. Lúcifer se aproximou
De onde Eva descansava,
Na sombra da árvore santa
Onde o próprio mal velava
E o bem e todo o saber
Que o homem poderia ter,
Fonte certa do pecado;
A serpente então faz Eva
Experimentar da treva
Comendo o fruto sagrado!

5. Chama Adão para comer
E também poder provar
Do fruto doce e maduro
Desta árvore singular,
Ambos provam da doçura
Do saber, da formosura,
E tudo o que nela ponha,
Mas, de repente, do nada,
Frente aquela escolha errada,
Nasce neles a vergonha!

6. Lúcifer foge sorrindo
Do paraíso ferido,
Enquanto Deus sente a dor
Do seu filho mais querido,
Busca Adão no seu jardim
Ele se esconde, por fim,
Com vergonha do que fez;
Não sabe que se perdeu
Frente a frente com seu Eu,
Nu, pela primeira vez!

7. Deus então logo falou:
“Cometeste grande falta,
Pois, Eu tão bem te avisei,
E o vazio por fim te assalta
Como um pecado cruel,
Quiseste chegar ao céu
Desafiando a teu Pai:
Pensaste que nada sei?
Tu descumpriste uma lei
E ao fazer isso me trai!”

8. “Tu por mim serás banido
E com Eva viverás,
Se quiseres ser feliz
A terra trabalharás,
Tirando o suor do rosto
Pagando assim, teu imposto
Ao mal que a mim quis fazer,
E por teu Pai ter traído
E ao teu Pai não ter ouvido:
Viverás para sofrer!”

9. “E tu, mulher forte e bela,
A quem a Adão seduziu,
[Pura, esperta, possuída],
Que sem medo me traiu
Ouvindo a negra serpente,
Lúcifer, Anjo indecente,
Malfeitor que ao céu inflama;
Por isso tu vais parir;
E por teu gesto sentir
Toda a dor da raça humana!”

10. “Do meu jardim sairão,
Sobre a terra irão vagar,
Levando o peso nas costas,
A marca atroz, singular,
Dura pena pela queda
Tendo que forjar moeda
Jogando o jogo da sorte,
Para na vida crescer
E depois de aqui sofrer
Dormir nos braços da morte!”


Fonte:
Autor: lourival pereira piligra júnior

0 comentários

Postar um comentário

Recomende este blog!!!

Postagens populares

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

THE END

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Perfil

Perfil
Antônio Cabral Filho - Escritor e coadministradores

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

Patrono

Patrono
Machado de Assis

PARCERIAS

Bookess

ABL

R. Letras

ALITA

DP

Tecnologia do Blogger.