Saber-Literário

Diário Literário Online

É Verdade Que Não Podemos Levar Conosco? Por Robert Tamasy

Postado por Rilvan Batista de Santana 01/03/2016

É Verdade Que Não Podemos Levar Conosco?
Por Robert Tamasy

Vez por outra ouvimos o clichê: “Você não pode levar isso com você!” A implicação é que no dia que deixarmos esta vida, não levaremos malas cheias com os nossos pertences. Nenhum caminhão de mudança seguirá atrás do carro funerário. Após a morte de um empresário rico, internacionalmente famoso, quando perguntado sobre quanto ele havia deixado, o porta-voz da companhia acertadamente respondeu: “Tudo!”

O estranho, porém, é que geralmente não agimos de acordo com esta verdade. Muitos acumulam tantas coisas materiais quantas permitem seus ganhos. Para algumas pessoas isso significa várias casas, inúmeros carros, armários cheios de roupas que dariam para vestir aldeias inteiras nos países do terceiro mundo, férias dispendiosas, aparelhos e dispositivos suficientes  para preencher vários períodos de vida. Nós nos afligimos com portfólios de investimento, agoniamos quando o retorno cai e nos regozijamos (temporariamente) quando ele se eleva. 

Contudo, depois do último suspiro, tudo o que acumulamos fica para trás, talvez para membros da família e entes queridos, ou até mesmo para o governo sob a forma de imposto sobre herança. Assim, se na realidade não podemos levar essas coisas conosco, por que o nosso comportamento leva a pensar o contrário?

Isto não quer dizer que coisas materiais – tevês, celulares, computadores, casas, veículos de transporte, camisas, calças, saias, livros, barcos, até mesmo bolas de boliche – sejam ruins. Porém, se elas exigem nossa total atenção e dedicação, seria bom reexaminarmos nossas prioridades e paixões. Na Bíblia, encontramos uma perspectiva decididamente diferente sobre “coisas”, que vale a pena considerar.

As posses materiais são um senhor fraco. Nós podemos usar as coisas que possuímos como ferramentas, ou servos, que nos capacitam a fazer as boas coisas que temos a oportunidade de fazer. Caso contrário, elas podem se transformar em objetos de adoração, consumindo nosso tempo, talento e energia. Jesus disse: “Ninguém pode servir a dois senhores; pois odiará um e amará o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Vocês não podem servir a Deus e ao Dinheiro!” (Mateus 6:24). 

As posses materiais exigem nossa afeição. Ter bastante dinheiro em nossa conta bancária não é ruim, a menos que tenhamos problemas em definir o que é “bastante”. Pessoas demais, porém, têm sido impelidas por suas obsessões por saldos bancários e resultados financeiros, às custas das pessoas ao seu redor. Essa é uma das razões pela qual Jesus disse: “Não acumulem para vocês tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem destroem, e onde os ladrões arrombam e furtam.  Mas acumulem para vocês tesouros nos céus, onde a traça e a ferrugem não destroem, e onde os ladrões não arrombam nem furtam. Pois onde estiver o seu tesouro, aí também estará o seu coração.” (Mateus 6:19-21). O que Ele quis dizer com “tesouros nos céus”?

As posses materiais nunca são o bastante. Quantas pessoas você conheceu que afirmaram sinceramente: “Tenho tudo o que preciso. Eu nunca desejo mais alguma coisa.”? Provavelmente não foram muitas pessoas, se é que houve alguma. Em resposta à pergunta: “Quanto é o bastante?”, a maioria de nós, se formos honestos, responderia: “Só mais um pouquinho.” Sobre esse assunto o rei de Israel, Salomão, reputado como o homem mais sábio que já viveu, escreveu: “Quem ama o dinheiro jamais terá o suficiente;  quem ama as riquezas jamais ficará satisfeito com os seus rendimentos... Quando aumentam os bens, também aumentam os que os consomem. E que benefícios trazem os bens a quem os possui, senão dar um pouco de alegria aos seus olhos?... O homem sai nu do ventre de sua mãe, e como vem, assim vai. De todo o trabalho em que se esforçou nada levará consigo.”  (Eclesiastes 5:10-15).

Questões Para Reflexão ou Discussão  

1. O que a frase “Você não pode levar isso com você” traz à sua mente?

2. Qual o grau de importância que o dinheiro e as posses materiais têm na sua vida?

3. Você já conheceu alguém cujo foco excessivo nas riquezas e aquisição de coisas materiais operou em seu prejuízo? O que você observou na vida dessa pessoa?

4. Conhecedor e consciente de que nada levaremos do que adquirimos nesta vida, em sua opinião, que atitudes e ações poderiam mudar em relação às nossas posses para que elas não nos “possuam”?  Como podemos, conforme Jesus disse, “acumular tesouros nos céus”?

Nota.: Desejando considerar outras passagens da Bíblia relacionadas ao tema, sugerimos Provérbios 11:4, 18, 25, 28;  15:6;  18:11;  19:4, 17; Eclesiastes 2:10-11;  4:8;  9:7-10.

Próxima semana tem mais!


MsC. Jean Luiz Correia Baraúna
Baraúna Consultoria Contábil
Contato: (73) 3613-7771/99133-1845/98869-3561/99949-7771
Medite: “Pais Que Levam Seus Filhos à Igreja, Não Vão Buscá-los na Cadeia”

0 comentários

Postar um comentário

Recomende este blog!!!

Postagens populares

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

Minha lista de blogs

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

PARCERIAS

Bookess

ABL

R. Letras

DP

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.
Tecnologia do Blogger.