Saber-Literário

Diário Literário Online

O QUE MAIS ATRAPALHA MANGABEIRA - Val Cabral

Postado por Rilvan Batista de Santana 22/02/2016

O QUE MAIS ATRAPALHA MANGABEIRA
Mangabeira está em busca de um bom casamento com o eleitor


Todo candidato tem sua "mala sem alça" e seus "calcanhares de Aquiles". Nem sempre isto significa pessoas, pois falas, conceitos e ações, são "cruzes" e martírios sobre os ombros do político. E não é fácil se desvencilhar deles. Hoje descreveremos o que compreendemos como obstáculos para a caminhada do prefeiturável Antonio Mangabeira (PDT), rumo à eleição de outubro próximo. Primeiro, vamos rememorizar suas falas sobre completa rejeição a integrar e aceitar grupos à sua campanha. É óbvio que ninguém consegue sucesso sozinho na vida e na politica, a cooptação e aceitação de grupos políticos e comunitários, são fatores preponderantes para se chegar à vitória. Mangabeira também foi infeliz ao declarar que não quer conversa e nem acordos com pessoas como Vane do Renascer, Capitão Azevedo e Fernando Gomes, mas aceitaria compor com Geraldo Simões. Ou seja, se distancia do purgatório, mas dá um passo largo à beira do precipício, que é o quinto dos infernos! Todo mundo sabe que Geraldo é o maior usurpador de dinheiro público na história de Itabuna. Portanto, se o conceito de Mangabeira é se distanciar de corruptos, apenas trocou "alhos por bugalhos" e "seis por meia dúzia"! A inabilidade no traquejo com lideranças comunitárias, tem feito Antonio Mangabeira perder lideranças, que já estavam engajados em sua campanha e neste contexto, ele perdeu em apenas uma reunião, nove fortes candidatos a vereador. A alegação deles é que as palavras não são expressas em conformidade à humildade e imparcialidade a que deve estar submetido quem almeja comandar pessoas. Falta maior inserção popular; faltar engajar a comunidade médica; falta aglutinar mais partidos e lideranças políticas; faltar contrapor temas controversos como Emasa, Vane, Dilma, Rui Costa, comunistas, saúde, educação, violência, meio ambiente e demais políticas públicas... faltam nove meses para Antonio Mangabeira equacionar os pormenores que juntos requerem ações rápidas, coerentes, consistentes e pertinentes. Disto depende sua pretensão de suceder Vane do Renascer, que foi eficiente para vencer as eleições, mas falhou ao não convencer que é eficiente para governar.

Nota Editorial:

Não se pode subestimar a inteligência do radialista e articulista político Val Cabral... Porém, não é verdadeiro, ele tergiversa sobre os fatos, distorce-os, repleto de sofismas, de sutilezas, o objetivo de Val Cabral é golpear o seu potencial adversário político e sair ileso: elogia e critica ao mesmo tempo, assim, acende uma vela pra Deus e outra pra o Diabo - “morde” e “assopra”.
Doutor Mangabeira tem consciência que ninguém faz nada sozinho, principalmente, numa eleição para prefeito em uma cidade com a grandeza política e administrativa de Itabuna. É necessário que se faça articulação política, que ele prestigie as lideranças comunitárias, que se capte recurso do fundo partidário e privado, e acima de tudo, que ele apresente um projeto administrativo consistente e viável.  
Porém, Mangabeira recusa-se - com razão - repetir erros históricos: “comprar” apoio politico ou fazer compromissos escusos, se eleito, beneficiar esta ou aquela empresa (licitações viciadas), este ou aquele grupo ou indivíduo, sem critério técnico, administrativo, e, ético.
Aqui, dois caciques da política itabunense, elegeram-se para prefeito empunhando a bandeira da moralidade e da competência: José Oduque e Ubaldo Dantas. Claro que construíram grupos, tiveram apoio de lideranças comunitárias, mas tudo politicamente e moralmente corretos.
 Val Cabral é bom moço, mas sem firmeza partidária e política, às vezes, é destrambelhado, impulsivo, inconsequente, “pavio curto”, audacioso e imprudente. Acredito que ainda não achou o seu veio político: esculhambou e apoiou Fernando Gomes, apoiou Geraldo Simões e brigou depois, rompeu com capitão Azevedo, catapultou Alfredo Melo para o PV, depois foram às  vias de fato... Aliás, faz-se jus dizer que Val Cabral foi candidato a vereador e não ficou nem como suplente, noutras palavras: - não tem voto nem para se eleger síndico de um grande prédio!

Enfim, não se dispensa apoio político, principalmente, se o apoio é sério, sem interesses escusos, mas sem repetir a mesmice, os conchavos inescrupulosos, os vícios políticos do passado, assim, é preferível não ser prefeito, por isto, a conduta política de Dr. Antônio Mangabeira é elogiável, traz um diferencial, e  caberá à comunidade itabunense separar o joio do trigo.


Rilvan Batista de Santana / Saber-Literário

0 comentários

Postar um comentário

Postagens populares

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

Minha lista de blogs

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Patrono

Patrono

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

PARCERIAS

Bookess

ABL

R. Letras

DP

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.
Todos os nossos textos, abaixo, estão licenciados no Creatve Commons.
Tecnologia do Blogger.