Saber-Literário

Diário Literário Online

Quem poderia esperar? - Antonio Nunes de Souza*

Postado por Rilvan Batista de Santana 30/01/2016

Quem poderia esperar?
Antonio Nunes de Souza*
Creio que ninguém!

Mediante tantas grandes coisas animalescas, doenças letais e sem curas, debilidades orgânicas acontecidas por uma série de causas congênitas ou adquiridas através de contaminações, além de fatores outros, fossemos, nesse triste momento, atacados por um insignificante mosquito, nefasto e perigosíssimo transmissor de uma epidemia atroz!
Estatisticamente, já se tem ciência comprovada de mais de vinte e dois países, inclusive do primeiro mundo, estão sofrendo os ataques e proliferação do “ZIKA VIRUS”, sem contar a dengue e a chikungunha, que passaram a ser de segunda categoria, porém, apresentando debilitações vexatórios aos coitados atingidos!
Na verdade, sem querer exagerar ou fazer assombrações dramáticas, que, depois de tantas tragédias em todas as vertentes públicas e muitas privadas, montanhas de escândalos, decadência e descrédito em nosso país, tivéssemos de enfrentar uma situação sem precedentes, ver o nosso povo sofrendo e amedrontado por um vil, micro, mas, poderoso mosquito? Claro que ninguém!
Trata-se de mais uma fatalidade, comprovadamente, criada pelos homens, não só pela falta de saneamentos básicos, como também a vergonhosa educação transmitida ao povo carente, não orientando na educação doméstica, como proceder para que prive de uma vida mais salutar. Vale também dizer que, agora com as orientações, esclarecimentos sobre os combates, se não houver uma participação popular gigantesca, a tendência é de ampliação dos ataques, contaminações desregradas, falta de assistência médica necessária, tendo como consequências tristes e brutais, enfermidades com resultados letais!
Nesse caso específico, não adianta a culpabilidade simplista de acusar somente o governo, pois, ao mesmo tempo, com uma grande responsabilidade, a essa altura, sozinho nada poderá fazer. Trata-se de uma luta que todos temos que nos arregimentar, fazendo fileiras conscientes de nossas responsabilidades e, sem pestanejar, fiscalizar e ir à luta veementemente!
Essa é uma prova que está sinalizando como somos passivos de ataques surpresas, e como somos reflexíveis pelos nossos comportamentos nada adequados!


*Escritor – Membro da Academia Grapiúna de Letras – AGRAL – antoniodaagral26@hotmail.com


0 comentários

Postar um comentário

Este blog contribui para cultura e informação?

Recomende este blog!!!

Postagens populares

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

THE END

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Perfil

Perfil
Antônio Cabral Filho - Escritor e coadministradores

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

Patrono

Patrono
Machado de Assis

PARCERIAS

Bookess

ABL

R. Letras

ALITA

DP

Tecnologia do Blogger.