Saber-Literário

Diário Literário Online

Nota Editorial:

Postado por Rilvan Batista de Santana 31/01/2016

Nota Editorial:

“As redes sociais profissionalizaram a imbecilidade. Fofoqueiros e invejosos se acham doutores e a maledicência ganhou ares de debate profundo.“ Tati Bernardi

Meu amigo (a):

            No início de janeiro deste ano, ocorreu-me a ideia de fazer uma enquete popular e designar o título – Príncipe das Letras do Sul da Bahia - ao escritor mais significativo desta região.
            Enviei e-mail para mais de 200 pessoas pedindo-lhes que enviassem listas de escritores reconhecidos pela crítica e pelo povo e recebi 25 listas, dentre muitos, selecionei os mais indicados e os publiquei no “Saber-Literário”. A relação é diversificada, tem escritor de Gongogi, de Itacaré, de Belmonte, de Buerarema, etc., claro que pelo tamanho e importância cultural, Itabuna e Ilhéus se sobressaem.
            Já recebi críticas que muitos escritores não foram contemplados, mas segui o critério de seleção estabelecido no parágrafo anterior, portanto, não foi uma escolha pessoal, acredito que se avaliou o conjunto da obra, os títulos acadêmicos, os prêmios literários, as publicações e o reconhecimento da crítica e do povo. Temos, aqui, intelectuais de escol, grandes poetas, bons ficcionistas, mas faltam-lhes esses atributos.
            Outra crítica é que se valorizou mais o escritor que já morreu, todavia, não é verdade, lá na enquete há escritores em atividade, a exemplo de Cyro de Mattos, Aleilton Fonseca, Antônio Lopes, Jorge de Souza Araújo, Florisvaldo Mattos e Rui Póvoas, além disto, muitos escritores receberam epítetos depois de mortos e permita-me que comece pelo maior de todos: Machado de Assis, “Bruxo do Cosme Velho”; Olavo Bilac, “O Príncipe dos Poetas”; Ruy Barbosa, “Águia de Haia”; Castro Alves, "Poeta dos Escravos"; Luiz Gama, rábula, 133 anos de sua morte, recebeu da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), o título de “Advogado”, e, dentre outros exemplos, encerro com Gregório de Matos, “Boca do Inferno”.
            Acredito que essas considerações serviram para desarmar os espíritos recalcitrantes, os egoístas, os vaidosos, os egos inflados, os que buscam sua própria glória, os imprestáveis, os não generosos, os invejosos, os que não sabem compartilhar, não sabem ajudar, a crítica fácil é sua veste, os enganadores, os picaretas, os plagiadores, os sem talentos, os embusteiros, senão, paciência, deixo pra outro a empreitada e a ideia morrerá no nascedouro.
            Enfim: “alea jacta est”...

Rilvan Batista de Santana
Saber-Literário


Itabuna, 30/01/2016

0 comentários

Postar um comentário

Recomende este blog!!!

Postagens populares

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

Minha lista de blogs

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

PARCERIAS

Bookess

ABL

R. Letras

DP

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.
Tecnologia do Blogger.