Saber-Literário

Diário Literário Online

Uma Festa Antiga, Sempre Nova - Por Robert Tamasy

Postado por Rilvan Batista de Santana 25/12/2015

Uma Festa Antiga, Sempre Nova
Por Robert Tamasy

Esta é a semana em que novamente nossos pensamentos se voltam para o “Natal”, seja qual for o significado que isso tenha para cada um de nós. Para muitas pessoas ao redor do mundo significa a comemoração do nascimento de Jesus Cristo, embora a verdadeira data de Seu nascimento esteja envolta em obscuridade histórica. Para o mundo profissional e empresarial da atualidade, porém, o Natal significa a diferença entre lucros e perdas (especialmente se você opera no varejo); a avaliação de bônus para empregados, o encerramento de outro ano fiscal, e até mesmo a decisão sobre se “Feliz Natal” é a saudação apropriada para nossos clientes nesta nossa cultura politicamente correta. 

Na realidade, mesmo que a data tenha assumido uma importância secular com tradições próprias, deixar Jesus Cristo fora do Natal é tornar o dia sem nenhum significado. Talvez os gênios do mercado pudessem criar outra ocasião especial para promover o consumismo, mas o Natal seria uma concha vazia sem as reflexões a respeito do Cristo menino, Maria, José, os pastores, as ovelhas e os anjos, as canções de Natal, novas e antigas, as receitas e decoração natalinas, que espelham a maravilhosa celebração anual.  

Com os milhares de livros escritos, milhões de sermões proferidos, e incontáveis programas de tevê e filmes baseados no Natal, parece, como o rei Salomão escreveu em Eclesiastes 1:9 que “...não há nada novo debaixo do sol.”, quando se trata de discutir esse evento único que chamamos de Natal. Contudo, apesar de ser uma história com muitos séculos de idade, ela também é para sempre nova. 

Ela é muito mais do que uma história simpática sobre uma jovem família reunida num estábulo tosco do Oriente Médio. A magnitude desse evento foi capturada no evangelho de João: “Aquele que é a Palavra tornou-se carne e viveu entre nós. Vimos a Sua glória, glória como do Unigênito vindo do Pai, cheio de graça e de verdade.” (João 1:14). 

Anteriormente, a passagem explica quem é “a Palavra”:  “No princípio era Aquele que é a Palavra. Ele estava com Deus, e era Deus.” (João 1:1). Jesus Cristo, Aquele cujo nascimento celebramos, era – e é – a Palavra que veio à terra para habitar com a humanidade, não apenas para ensinar e servir de exemplo quanto ao modo de se viver, mas também para morrer para que através d’Ele pudéssemos experimentar a verdadeira vida. “...Eu vim para tenham vida, e a tenham plenamente.” (João 10:10), ou, como outra tradução apresenta, “a tenham em abundância”. 

Atualmente, ouvimos debates intermináveis sobre a “verdade”: “O que é verdade?” “Qual é a sua verdade?” Durante o Seu tempo na terra, Jesus ousadamente declarou que a verdade – a verdade eterna – não é negociável, nem uma questão de preferência ou múltipla escolha. Ele disse: “...Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por Mim.” (João 14:6). 

Duas diferentes passagens de outra parte da Bíblia explicam como compreender a dádiva suprema do Natal. Romanos 3:23 declara: “Pois todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus,” afirmando que a raça humana tem um problema. As Escrituras o chamam de “pecado”, ruptura que nos separa de Deus. Mas em Jesus Cristo, Deus providenciou a solução: “Pois o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor.” (Romanos 6:23).

Assim, eu espero que enquanto nos deliciamos com a troca de presentes e as refeições da data, desfrutando o momento com a família e amigos, não sejamos negligentes e deixemos de refletir sobre o real significado do Natal – e o seu impacto sobre todos nós. 

Questões Para Reflexão ou Discussão  

1. Como você responderia se alguém lhe perguntasse qual o verdadeiro significado do Natal?

2. O que você pensa sobre a comercialização do Natal? É apropriada, extrapolou os limites, ou a celebração espiritual e as celebrações comerciais deveriam ser mantidas separadas? Explique sua resposta.

3. Descreva a sua lembrança mais viva do Natal. De que forma ela influenciou seus sentimentos e atitudes em relação à celebração do Natal?

4. O que as passagens bíblicas mencionadas dizem a você?

Nota.: Desejando considerar outras passagens da Bíblia relacionadas ao tema, sugerimos Mateus 1:18-25;  Lucas 2:1-20; Romanos 5:8; Efésios 2:8-9; Tito 3:5.
 
Próxima semana tem mais!
 
MsC. Jean Luiz Correia Baraúna
Baraúna Consultoria Contábil
Contato: (73) 3613-7771/9133-1845/8869-3561/9949-7771/8127-5976
Medite: “Pais Que Levam Seus Filhos à Igreja, Não Vão Buscá-los na Cadeia”

0 comentários

Postar um comentário

Recomende este blog!!!

Postagens populares

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

Minha lista de blogs

THE END

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Perfil

Perfil
Antônio Cabral Filho - Escritor e coadministradores

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

Patrono

Patrono
Machado de Assis

PARCERIAS

Bookess

ABL

R. Letras

DP

Tecnologia do Blogger.