Saber-Literário

Diário Literário Online

SAIA DO MURO DAS LAMENTAÇÕES -João Batista de Paula

Postado por Rilvan Batista de Santana 31/12/2015

SAIA DO MURO DAS LAMENTAÇÕES

Vamos edificar templos as virtudes - João Batista de Paula – O doutor das Letras.

Ano novo,  vida nova. 

Se ficarmos batendo com o mesmo martelo, na mesma opinião, na mesma pedra,  criticando, resmungando, quebrando pedra, comendo o mesmo pão que o diabo amassou, reclamando, xingando, lamuriando, amaldiçoando, invejando os cidadãos de bem, jogando praga aos quatro cantos da terra, sem abrir as portas do coração para os sentimentos nobres, sentimentos  bons, sentimentos novos, sentimentos belos; vamos permanecer  na mesma rotina e na mesma trilha e caminho, que nos conduzem ao muro das lamentações. 

É necessário o amor, o perdão, a misericórdia, a gratidão, o respeito, o bom exemplo e a boa ação para mudarmos de oração e chegarmos ao foco, a meta, a realização pessoal.

Se não passar a borracha na antipatia, na arrogância, no falso testemunho   e no azedume, se não reescrever bem a própria história,   vamos  viver sempre uma vida de frustrações e pessimismo. Tenho dito: sonhar não custa nada, sonhar não faz mal a ninguém, ruim é ter pesadelo.

A mudança de postura e de hábito  são necessários para vivenciarmos dias melhores e felizes. As boas maneiras e a boa educação ficam bem em qualquer lugar.

O Muro das Lamentações  fica para os mortos de espírito, baixo níveis, banhados de maculas e sem credito, com visão pequena a respeito da vida e do universo.  Na verdade, quem olhar o céu do fundo do poço, há de achar-lo  pequeno.  

Vamos dar graças a Deus pela vida e fortalecer nosso espírito, abraçar a fé, a esperança, o otimismo e segurar firme na corda da salvação.

Vamos agradecer ao invés de  reclamar.
Vamos orar e vigiar muito mais.
Vamos elogiar ao invés de criticar, porque  para criticar já existe gente por demais.

Vamos orar e agradecer ao invés só de pedir e barganhar.
Vamos  agradecer  muito mais pelo o amor à vida.

Agradecer aos familiares, agradecer aos amigos, agradecer aos conhecidos, agradecer a tudo e a todos que fazem parte da vida da gente. Falar de coração e sem medo de expressar o bem.

Cada tijolo, cada pedra, cada lamúria, cada queixume, cada mágoa, rancor, ódio, ira, ressentimento e praga  dão  sustentação ao Muro das Lamentações. A casa caiu, mas o muro não. Então, vamos nos tornar bons amigos, bons irmãos, bons para Deus.

Existem pessoas que reclamam da própria sombra... Esquecem do amor e do respeito, esquecem da  ternura e  da gentileza.

Reclama do dia.
Reclama do sol.
Reclama da chuva.
Reclama do trabalho.
Reclama do vizinho.
Chora miséria.

Reclama da casa.
Reclama do carro.
Reclama da saúde.
Reclama do bairro.
Reclama da cidade
.
Reclama do prefeito.
Reclama das pessoas.
Reclama dos amigos.
Reclama do calçado.
Reclama dos pés.
Reclama do caminho.

Reclama do calor.
Reclama do frio.
Reclama de tudo e de todos.
Reclama do alimento.
Reclama da roupa.

Reclama da falta de dinheiro.
Reclama porque a roda da fortuna não gira em favor seu.
Reclama da festa.
Reclama do encontro.
Reclama do conforto.

Reclama do perfume.
Reclama da cama.
Reclama até da família.
Reclama da paróquia.
Reclama do padre.

Reclama do povo.

Pessoas que fazem da  vida  um muro de lamentações, sem perspectivas de boa vida, verdade, bem e belo, andam igual a galinha: ciscando para trás. 
 
Livre-se do seu rosário de lamentações, que não engrandece em nada o viver, apenas gera mais lamuria e sofrimento, sombra nada boa, afastando as pessoas que poderiam ser suas amigas no seu caminho; no caminho da gente rumo a felicidade, a vida a dois, ao compartilhar e semear a gratidão.


Nem todo mundo vive disposto a ficar ao lado de quem só fala em miséria, ou arrota grandeza, mas é melhor ficar ao lado de quem amamos e gostamos do que ficar ouvindo estórias  de pobreza, conflito, sofrimento, sem fazer nada para transformar a tal realidade.

Vamos edificar templos as virtudes, porque a maioria das pessoas quer é paz, segurança, saúde, bem-estar, flores.

A maioria das pessoas quer Deus presente em nossa caminhada.
Quer é uma família feliz.
Quer é boa fama.
Uma companhia feliz.
Um amigo atencioso e cortês.
Quer é bondade e cortesia.

Quer um mundo feliz, com gente sorrindo, satisfeita e grata pela vida, gerando o bem e a felicidade sempre para as outras pessoas.

Vamos edificar templos de amor e benignidade ao invés de permanecer no mesmo muro das lamentações.

Vamos atravessar a ponte e saltar de felicidade, porque é possível  o mundo do belo, além do comum mundo que conhecemos.

1 Responses to SAIA DO MURO DAS LAMENTAÇÕES -João Batista de Paula

  1. MEU NOBRE AMIGO, PROFESSOR E ESCRITOR, RILVAN BATISTA DE SANTANA, MUITO OBRIGADO PELO PRESENTE DESTE MEU CONTEXTO.
    ANO NOVO, VIDA NOVA.
    CHEGA DE LAMURIAR, RECLAMAR,VAMOS VIVER A VIDA DE DEUS, PORQUE NA ERA DA LUZ, A ERA DE DEUS, NADA FICARÁ ENCOBERTO.
    VIVA A PAZ. O AMOR, A FAMILIA. A BOA AMIZADE.
    VIVA OS DIAS DE GRAÇAS...
    OBRIGADO POR SUA ATENÇÃO E AMIZADE.
    FELIZ ANO NOVO.
    JOÃO BATISTA DE PAULA

     

Postar um comentário

Recomende este blog!!!

Postagens populares

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

THE END

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Perfil

Perfil
Antônio Cabral Filho - Escritor e coadministradores

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

Patrono

Patrono
Machado de Assis

PARCERIAS

Bookess

ABL

R. Letras

ALITA

DP

Tecnologia do Blogger.