Saber-Literário

Diário Literário Online

O Final de um Velho Ano Pode ser um Novo Começo Por Robert Tamasy

Postado por Rilvan Batista de Santana 29/12/2015

O Final de um Velho Ano Pode ser um Novo Começo
Por Robert Tamasy

Nunca é cedo demais – ou demasiado tarde – para se começar de novo. E alguma coisa acerca da chegada de um novo ano nos inspira a buscar novos começos, seja redobrando os esforços para alcançar uma meta de longa data, seja promovendo as mudanças necessárias,  já que as velhas formas de fazer as coisas não funcionaram. 

Sendo assim, com o 1º de janeiro de 2016 pairando sobre nós, muitos se descobrem pensando em resoluções e objetivos, juntamente com decisões do tipo: “Este ano eu vou...”, ou, “A partir do primeiro dia do próximo ano, eu não vou mais...”. Talvez nos sintamos encalhados num emprego sem perspectivas, que pouco nos realiza e não oferece chances de progresso. Talvez exista um passo importante quanto à nossa formação que tenhamos prorrogado – aquele que poderia abrir novas oportunidades profissionais. 

Também pode ser na esfera dos relacionamentos; a determinação de fortalecer um casamento ou estabelecer laços com outros membros da família. As preocupações financeiras também podem ser o nosso foco: a necessidade de mudarmos hábitos de consumo, reduzirmos ou nos livrarmos das dívidas, iniciarmos um programa agressivo de poupança ou investimentos, preparando-nos para necessidades futuras ou para a aposentadoria. 

A relação das áreas que poderíamos considerar para estabelecer um novo começo é longa: preparo físico, hábitos alimentares, atividades de lazer, tratamento de problemas emocionais como ira, ansiedade, medo, falta de motivação, impaciência. Ou ainda crescimento espiritual, o desejo de crescer e amadurecer na fé, especialmente com a aplicação e vivência daquilo que cremos nas circunstâncias e responsabilidades cotidianas. 

Infelizmente, o caminho das boas intenções às vezes nos leva a um beco sem saída, ou pode resultar em mais frustração, se não houver um plano claro na busca pelos objetivos desejados. Por isso os objetivos precisam ser mais do que o desejo idealizado de alguma coisa; eles precisam ser expressos em termos específicos, mensuráveis e alcançáveis. Ao mesmo tempo, é preciso o compromisso de rever esses objetivos regularmente para avaliar o progresso obtido. Algum tipo de prestação de contas pode ser útil – convidar pessoas que respeitamos e que se preocupam conosco para periodicamente perguntar como estamos indo em áreas nas quais desejamos ver mudança. Eis aqui alguns princípios a serem considerados: 

Busque a direção de Deus para seus objetivos. Todos nós temos a capacidade de desenvolver ideias que parecem razoáveis, mas sempre é melhor perguntar primeiro a Deus, o Planejador Mestre, que saber melhor do que nós o que fazer. Devemos estar dispostos a deixar que Ele governe e redirecione como quiser. “Consagre ao Senhor tudo o que você faz, e os seus planos serão bem-sucedidos.”  (Provérbios 16:3). “Em seu coração o homem planeja o seu caminho, mas o Senhor determina os seus passos.” (Provérbios 16:9).

Recrute ajuda para atingir seus objetivos. Quando perseguimos objetivos importantes, todos precisamos de estímulo, apoio e de prestação de contas de amigos e associados valiosos. Conselhos sensatos também podem nos ajudar a ter um bom começo e a permanecer no rumo. “Sem diretrizes a nação cai; o que a salva é ter muitos conselheiros.”  (Provérbios 11:14). “Assim como o ferro afia o ferro, o homem afia o seu companheiro.” (Provérbios 27:17). 

Permaneça buscando o objetivo. Quando um objetivo acalentado leva muito tempo e esforço para ser atingido, não é incomum que se perca o ânimo e o foco, curvando-se ao peso do desencorajamento.  Sendo assim, como um corredor de longa distância,
precisamos ter em mente a linha de chegada, ignorando o esforço ao longo do trajeto. “Prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus.”  (Filipenses 3:14).  
 
 
Questões Para Reflexão ou Discussão  

1. Você estabelece objetivos ou formula resoluções a cada ano novo?  Você já fez isso para o próximo ano?  Quais são eles?

2. O que você pensa sobre novos começos? É difícil para você romper com o velho (emprego, tradições, hábitos, padrão de pensamento, etc.) e abraçar novas formas e abordagens para fazer as coisas?

3. Você já foi vítima das suas boas intenções – começar bem, mas deixar de seguir até o final? Por que você acha que isso ocorreu? O que você pode fazer para evitar fracassos futuros?

4. Que papel você atribui a Deus enquanto busca um novo começo em alguma área em especial de sua vida? É difícil discernir a direção de Deus ao formular metas e planos?

Nota.: Desejando considerar outras passagens da Bíblia relacionadas ao tema, sugerimos: Isaías 43:19; Ezequiel 36:26;  Marcos 2:22; II Coríntios 5:17; Apocalipse 21:5. 
 
Próxima semana tem mais!
 
 
MsC. Jean Luiz Correia Baraúna
Baraúna Consultoria Contábil
Contato: (73) 3613-7771/9133-1845/8869-3561/9949-7771/8127-5976
Medite: “Pais Que Levam Seus Filhos à Igreja, Não Vão Buscá-los na Cadeia”

0 comentários

Postar um comentário

Recomende este blog!!!

Postagens populares

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

THE END

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Perfil

Perfil
Antônio Cabral Filho - Escritor e coadministradores

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

Patrono

Patrono
Machado de Assis

PARCERIAS

Bookess

ABL

R. Letras

ALITA

DP

Tecnologia do Blogger.