Saber-Literário

Diário Literário Online

DEZEMBRO - Florisvaldo Mattos

Postado por Rilvan Batista de Santana 19/12/2015

DEZEMBRO

 Florisvaldo Mattos

 Menino ainda, costumava
romper o cristal da manhã
e do macio horizonte
cavalgar o aromado pelo
haurindo a seiva do dia, tanto me
comoviam os animais no campo.
 
Na adolescência,
ave, passei às mãos das incertezas:
como a mim permitiam decidi
a vida cantar por não ser nada.
Transitei pelos vales recolhendo
um pouco de mim mesmo em cada planta
na água dos riachos me banhava
da pedra me enxugava nas durezas
que ao vento domavam e refaziam
meu secreto saber.
Eu era agora um homem,
tanto me diziam, tanto me provava
o contato com os homens ou algo mais.
A lua cheia matava-me no silêncio
invariável lua que jamais cantei
por pouco ser e muito dizer.
 
Amanhecia por vezes sobre um couro,
transido de frio, sem pecados.
Amava a terra, doação da manhã,
mesmo quando armas rudes me cortavam
a fimbria da existência: eu era
um pouco das safras transportadas,
da poeira que tropeiros levantavam
misturada a rastos de sangue nas ladeiras;
“um cavalo cortado ao meio”, me diziam,
e isso valia como identificação
ao que vem e suporta seus tropeços.

  Os companheiros de infância,
muito bem mortos, lá estão
esculpidos em ecos, regressando
do afã diário aos búzios vesperais
ignorando armadilhas do sol-posto,
tanto falam-me os gestos, os ruídos.
E como vêm falar do que não foram!

Agora é dezembro, e pouco vale
um coração cruzado de datas,
mesmo punhais de lâminas fecundas,
rebrilhando ao sol do meio-dia,
de flores, de frutos na campestre senda.
Humilho-me por não ser o que mais fui,
consciente mas expondo-me aos assédios
de ventos ruminosos, águas várias –
– águas de aboio insopitado e lento.
Agora é dezembro: com seu penacho
de luz acende o caminho, incinerando
as fétidas lembranças, colorindo
ausências de sonora geometria.
Antes triste que perdido
Ao sol que nos confunde,
à chuva que nos vence.
Agora é dezembro, um mês guerreiro,
que doma sombras ao calor de espadas.
 
(Florisvaldo Mattos, Poesia Reunida e Inéditos, São Paulo: Escrituras Editora, 2011, p. 107).

0 comentários

Postar um comentário

Recomende este blog!!!

Postagens populares

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

Minha lista de blogs

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Perfil

Perfil
Antônio Cabral Filho - Escritor e coadministradores

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

Patrono

Patrono
Machado de Assis

PARCERIAS

Bookess

ABL

R. Letras

DP

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.
Tecnologia do Blogger.