Saber-Literário

Diário Literário Online

CONVITE : 100 anos de "A Metamorfose" de Franz Kafka

Postado por Rilvan Batista de Santana 17/11/2015

Olá,

Sou a Yanaê, da equipe de divulgação e programação do Midrash Centro Cultural. Tudo bem?

Dia 22, nesse domingo, iniciaremos um ciclo em homenagem ao Franz Kafka, comemorando 100 da obra "A Metamorfose", considerada a sua obra mais notável e como uma histórias mais importantes da literatura.
Às 19h, o escritor Marcelo Backes estará no encontro "100 anos de Metamorfose", falando um pouco sobre a obra.


Ainda como parte do ciclo, no dia 02 de dezembro, o psicanalista e filósofo Auterives Maciel, estará no encontro  "Kafka - Por Uma Literatura Menor", trazendo um pouco das reflexões dos autores Gilles Deleuze e Felix Guattari.

Temos ainda em cartaz a peça "Carta ao Pai", mais uma obra de Kafka, com direção de Antonio Gilberto e atuação de Rodrigo de Abreu.
Interessa para uma nota? Seria ótimo fazer parte da página!
Segue abaixo o release. Se precisar de qualquer informação, estou por aqui.
Bjs.,
Yanaê


100 ANOS DE “A METAMORFOSE”

Eventos celebram obra de Franz Kafka.

Ciclo inclui peça de teatro e palestras com Marcelo Backs e Auterives Maciel Junior
 Novembro e Dezembro no Midrash.


Comemorando o centenário da primeira publicação de “A metamorfose”, mais célebre obra de Franz Kafka, o Midrash Centro Cultural realiza um ciclo de eventos. No dia 4 de novembro, estreiamos a peça “Carta ao pai”, com direção de Antonio Gilberto e atuação de Rodrigo Abreu, que continua em cartaz até dia 02 de dezembro. No dia 22 de novembro, o escritor e tradutor Marcelo Backes faz uma palestra sobre os 100 anos de Metamorfose. No dia 2 de dezembro, o psicanalista e filósofo Auterives Maciel Junior apresenta a palestra “Kafka - Por uma Literatura Menor, de Gilles Deleuze e Felix Guattari”, às 20h com entrada a R$ 40.

Publicada pela primeira vez em 1915, 'A Metamorfose' é a mais célebre novela de Franz Kafka e uma das mais importantes de toda a história da literatura. Sem a menor cerimônia, o texto coloca o leitor diante de um caixeiro-viajante - o famoso Gregor Samsa - transformado em inseto monstruoso. A partir daí, a história é narrada com um realismo inesperado que associa o inverossímil e o senso de humor ao que é trágico, grotesco e cruel na condição humana - tudo no estilo transparente e perfeito desse mestre inconfundível da ficção universal.

Franz Kafka, escritor tcheco de língua alemã, nasceu em Praga (então capital da principal província da Áustria) em 3 de julho de 1883, e morreu em Kierling (Áustria) em 3 de junho de 1924. Filho mais velho de um comerciante judeu, Hermann Kafka (1852-1931) e de Julie Löwy (1855-1934), Kafka passou a infância num clima tirânico, dominado pela figura paterna. Desde criança sentiu os problemas da solidão e contra eles lutou sem muito sucesso ao longo de toda a vida. Como era comum num ambiente pequeno-burguês, ao terminar a escola secundária teve de escolher uma “carreira” e resolveu, então, dedicar-se ao Direito, formando-se na universidade alemã de Praga, em 1906. Trabalhou depois num tribunal, mas desistiu definitivamente da profissão, passando a trabalhar no Instituto de Seguro Operário Contra Acidentes de Trabalho, e posteriormente, na fábrica do cunhado. Influenciado pela obra de Kleist, Flaubert, Pascal, Kierkegaard e angustiado pelo despotismo familiar, Kafka começou a publicar alguns contos: A Sentença (1916); A Metamorfose (1916); Na Colônia Penal (1916) e O Médico Rural (1920). Sentindo-se medíocre e fracassado na vida prática, optou definitivamente pela literatura. Em 1919, já tuberculoso, abandona a casa dos pais, indo morar sozinho em Schlesen, perto de Libach. Kafka não apreciava seus próprios trabalhos. Escreve nesse ano Carta Ao Pai (provavelmente entre 10 a 19 de novembro de 1919). A maior parte de sua obra foi publicada postumamente por um amigo, o escritor Max Brod. Após Da Construção da Muralha da China (1931) e Descrição de uma Luta(1936), seguiu-se a publicação de Diários (1937) e Cartas a Milena (1934), fundamentais para a compreensão de sua obra. Brod publicou ainda os três romances inacabados de Kafka: América (1927), O Processo (1927) eO Castelo (1926).



CICLO FRANZ KAFKA - PROGRAMAÇÃO COMPLETA


TEATRO - “Carta ao Pai”

4, 11, 18 e 25 de novembro

Comemorando os 30 anos de carreira, o diretor Antonio Gilberto apresenta ao público “Carta ao Pai”, obra-prima de Franz Kafka. O texto traz a longa e detalhada carta-resposta a uma pergunta feita por seu pai, com o objetivo de saber o motivo “do medo” que Kafka dizia sentir dele. Com tradução de Modesto Carone e atuação de Rodrigo Abreu, após se apresentar em junho no 38° Festival Internacional de Teatro de Expressão Ibérica - FITEI, no Porto/Portugal, o espetáculo chega ao Midrash Centro Cultural para curta temporada. Serão quatro apresentações, nos dias 04, 11, 18 de novembro e 02 de dezembro, às 20h30, com entrada a R$ 30.

Rodrigo Abreu realiza trabalhos como ator, performer e diretor de arte. Artista pesquisador, é formado pela Escola Técnica de Teatro Martins Pena e Bacharelado no curso de Interpretação da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), integra o coletivo de performance Heróis do Cotidiano e a companhia Teatro Terceiro Vetor. De seus trabalhos como ator destaca Sobre Troias, (Forte da Urca, 2013/RJ), A vida na Praça Roosevelt (Rio de Janeiro, 2012/ RJ), As Histórias que o Eco Canta (Turnê de oito meses pelo interior de São Paulo e Rio de Janeiro 2013 e 2014/RJ e SP), Estudos Sobre Filidor (teatro Sérgio Porto, 2009/RJ),Cleópatra? O Musical (2006/SP e 2007/RJ), O Rio Grande (Teatro Sérgio Porto, 2008/RJ), Borboletas (Teatro Municipal Ziembinsky, 2007/RJ) e A Las Cinco de La Tarde (Teatro Solar de Botafogo, 2007/RJ).

Antonio Gilberto, diretor, pesquisador e produtor teatral, no início de sua carreira participou de inúmeros trabalhos como assistente de direção e produtor. Como diretor destacou-se em “A Esposa e a Noiva” (com Luciana Fróes), "Maria Stuart" (CCBB DF e RJ, 2009, com Julia Lemmertz e Clarice Niskier), "Contando Machado de Assis" (2008), "Federico García Lorca - Pequeno Poema Infinito” (indicação de José Mauro Brant ao Premio Shell de "Melhor Ator" RJ 2007), “Um Brinde ao Teatro" (2006, com Eva Wilma), "Werther" (2005), "Credores" (2003, com Emílio de Mello, Marcos Winter e Alessandra Negrini), "Como se Fosse a Chuva" (Prêmio IBEU de "Melhor Diretor de 1997"), "As Mais Fortes" (1988), "Cabaret Valentin" (1987, Prêmio Gralha Azul Governo do Paraná de Melhor Atriz e Ator). Como pesquisador, foi responsável pela realização de várias exposições e organizou as fotobiografias de Dina Sfat, Italo Rossi e Ziembinski. Foi diretor do Centro de Artes Cênicas da Fundação Nacional de Artes (Funarte) do Ministério da Cultura do Brasil, nos períodos de 2003 a 2006 e de 2011 a 2014.



PALESTRA – 100 ANOS DE METAMORFOSE

22 nov. | Marcelo Backes | domingo | 19h | R$ 40


"Depois da metamorfose de Gregor Samsa, o mundo em que nos movemos tornou-se outro" disse um dos mais conhecidos comentaristas de Kafka. O que há de peculiar na obra de Kafka? A vida de Kafka. Quais seus precursores? O mundo de seus epígonos... Como A metamorfose continua a ser escrita nas outras obras de Kafka e um homem assume a feição de "inseto monstruoso" porque essa é a imagem mais adequada para expressar seu descalabro interior. 
Marcelo Backes é escritor e tradutor, autor dos romances O último minuto (Companhia das Letras, 2013) e A casa cai (Companhia das Letras, 2014), entre outras obras. Doutor em Germanística e Romanística pela Universidade de Freiburg, na Alemanha, e professor da Casa do Saber do Rio de Janeiro, verteu ao português mais de 30 obras da literatura alemã, entre clássicos e contemporâneos como Goethe, Schiller, Arthur Schnitzler, Franz Kafka, E.T.A Hoffmann, Heinrich von Kleist e Ingo Schulze. Organiza a publicação das obras de Arthur Schnitzler pela Editora Record e coordena a coleção de clássicos Fanfarrões, Libertinas & Outros Heróis pela Civilização Brasileira. 


PALESTRA - KAFKA - POR UMA LITERATURA MENOR - De Gilles Deleuze e Felix Guattari | Auterives Maciel Junior [Psicanalista e Filósofo] 

2 dez | Quarta | 20h | R$ 40


"O meu emprego é intolerável porque contradiz o meu único desejo e a minha única vocação que é a literatura. Como eu nada sou senão literatura, que não posso nem quero ser outra coisa, o meu emprego nunca poderá ser causa de exaltação, mas poderá, pelo contrário, desequilibrar-me completamente. Aliás, não estou muito longe disso." Franz Kafka
Em Kafka: Por uma literatura menor, Deleuze e Guattari arrancam a arte e a escrita do regime da interpretação e advogam uma concepção completamente nova da literatura. Uma obra não propõe uma ficção imaginária que seria preciso analisar através da personalidade de seu autor, nem um modelo simbólico de transposição cuja estrutura seria preciso descobrir, reencontrando seu sentido eterno. É uma toca, espaço de habitação, de deambulação e de reserva nutritiva, uma máquina política e experimental que transforma realmente nossas experiências e leva o leitor, assim como a literatura, a caminhos novos. Não uma metáfora, passagem do sentido próprio a um sentido figurado, mas uma metamorfose, produção de sentido, cartografia prática através dos signos que, por ser uma experiência nova, devem primeiramente ser construídos. Contra toda hermenêutica do imaginário e do simbólico, a máquina literária menor não reproduz os códigos estabelecidos, mas faz passar algo do real através da escrita para transformar nossas maneiras de ver e de sentir. A literatura não tem nada de um lazer inofensivo, mas é uma máquina de guerra, uma experimentação política. (Anne Sauvagnargues - Professora da Universidade de Paris X)


Auterives Maciel Junior | Possui doutorado em Teoria Psicanalítica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2001), mestrado em Filosofia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1997) e graduação e Bacharelado em Filosofia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1993). Atualmente é professor do Mestrado e Doutorado em Psicanálise, Saúde e Sociedade da Universidade Veiga de Almeida e Leciona também na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Estudos sobre Subjetividade, atuando principalmente nos seguintes temas: filosofia, clínica, biopoder e pensamento.



SERVIÇO - CICLO FRANZ KAFKA

ESPETÁCULO TEATRAL
“CARTA AO PAI”
Texto de Franz Kafka
Direção de Antonio Gilberto
Com Rodrigo Abreu
04, 11, 18 de novembro e 02 de dezembro
Qua | 20h30 | R$ 30 | 12 anos | 60min

PALESTRA

100 ANOS DE METAMORFOSE 

Marcelo Backes [Doutor em Germanística e Romanística, escritor e tradutor]

22 novembro

domingo | 19h | R$ 40

PALESTRA

KAFKA - POR UMA LITERATURA MENOR
De Gilles Deleuze e Felix Guattari

Auterives Maciel Junior [Psicanalista e Filósofo]

02 dezembro
Quarta | 20h | R$ 40


Midrash Centro Cultural
Rua General Venâncio Flores, 184, Leblon, Rio de Janeiro
Tel.: 21 2239-1800
Yanaê Saldanha

0 comentários

Postar um comentário

Postagens populares

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

Minha lista de blogs

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Patrono

Patrono

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

PARCERIAS

Bookess

ABL

R. Letras

DP

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.
Todos os nossos textos, abaixo, estão licenciados no Creatve Commons.
Tecnologia do Blogger.