Saber-Literário

Diário Literário Online

Negócios São Como o Jogo de Xadrez, Não de Damas Por Rick Boxx

Postado por Rilvan Batista de Santana 07/10/2015

Negócios São Como o Jogo de Xadrez, Não de Damas
Por Rick Boxx

O processo de estabelecer e operar um negócio costumava ser mais simples. Os clientes tinham expectativas e as empresas respondiam a elas. Então, com a Internet e outros avanços tecnológicos, a velocidade para se fazer as coisas acelerou e os negócios se tornaram mais rápidos e complexos. 

No livro de Mark Miller “Chess, not checkers” (Xadrez, Não Damas), ele usa uma metáfora de recreação para lembrar-nos da importância da estratégia nos negócios atualmente. Em negócios, fazer o jogo responsivo de damas costumava ser adequado. Um movimento de cada vez, reagindo ao último movimento do oponente. Contudo, no mundo acelerado de hoje, estratégias bem planejadas e executadas se tornaram cruciais para o sucesso nos negócios. Um campeão de xadrez obtém sucesso permanecendo vários movimentos adiante na competição. Sendo assim, se você tem jogado damas nos negócios, talvez seja o momento de entender os tempos e começar a jogar xadrez através do desenvolvimento de uma nova estratégia. 

A ideia de criar estratégias não é nova. No Antigo Testamento da Bíblia encontramos a breve descrição de uma família que entendeu as mudanças do tempo e a forma de responder a elas. Ela diz: “Dos filhos de Issacar, entendidos na ciência dos tempos, para saberem o que Israel deveria fazer, duzentos de seus chefes…” (I Crônicas 12:32). Essa passagem não descreve os problemas ou as questões que aqueles “filhos de Issacar” enfrentavam ou de que forma eles reagiam. Duas coisas, porém, ficam evidentes:

Eles entendiam os tempos. Em outras palavras, eles tinham plena consciência das circunstâncias que confrontavam e uma firme compreensão das suas ramificações.

Eles sabiam o que Israel – o grupo de pessoas ao qual pertenciam – deveria fazer para lidar com essas circunstâncias, fossem elas oportunidades, desafios, ameaças ou perigos. 

Você provavelmente pode pensar em muitos exemplos que refletem a mutação do nosso tempo – no mundo, em nossa sociedade, e no ramo ou profissão onde você ganha o seu sustento todos os dias.  Algumas dessas mudanças vêm rapidamente, geralmente sem aviso e algumas vezes ficamos confusos sobre o que deveríamos fazer.  Em momentos assim, a direção divina e a fé em Deus -  sólida e profundamente enraizada -  proporcionam sabedoria, paz e
confiança.    Veja alguns exemplos extraídos de Provérbios: 

Dedique o que você faz ou pretende fazer a Deus. Uma importante questão a considerar é não somente o que pretendemos fazer, mas também quais são as motivações básicas. O seu desejo é simplesmente que sua empresa se desenvolva e colher grandes lucros?  Será que estamos buscando em primeiro lugar arruinar nossos concorrentes? Ou reconhecemos que Deus nos colocou onde estamos e que o nosso desejo é servir a Ele – e às outras pessoas – de maneira a honrá-Lo e agradá-Lo?“Confia ao Senhor as tuas obras, e os teus planos serão estabelecidos.”  (Provérbios 16:3).  

Confie em Deus para redirecionar os seus planos da forma que Ele achar conveniente. Às vezes, fazemos planos e nos frustramos quando eles não saem do jeito que esperávamos. Em tempos assim, ajuda ter consciência que Deus pode ter uma ideia melhor. “Em seu coração o homem propõe o seu caminho, mas o Senhor lhe dirige os passos.”  (Provérbios 16:9). 

Nem sempre precisamos saber o “porquê” por detrás dos acontecimentosDesfechos inesperados podem desarranjar nossos planos tão bem concebidos. Sendo assim, seria sábio confiar na vontade e na direção de Deus, já que a Sua compreensão no longo prazo é bem melhor que a nossa. “Os passos do homem são dirigidos pelo Senhor. Como, pois, pode o homem entender o seu próprio caminho?” (Provérbios 20:24). 
Questões Para Reflexão ou Discussão  

1. Você já jogou xadrez ou damas?  Você achou que os jogos são diferentes em abordagem e estratégia?  De que modo?

2. No mundo empresarial sempre mutante de hoje uma abordagem como a de um enxadrista para tomar decisões corporativas é mais apropriada do que a empregada por jogadores de damas experientes? 

3. Em sua opinião, é difícil nestes tempos de mudanças constantes ser como os filhos de Issacar? De que forma as rápidas mudanças no ambiente profissional afetam o planejamento de estratégias de longo prazo? 

4. É sugerido que envolvamos Deus – através da oração e estudo dos princípios da Bíblia, e consultemos outras pessoas que creem e confiam n’Ele no planejamento de planos nos negócios.  Você concorda?  Por quê? 

Desejando considerar outras passagens da Bíblia relacionadas ao tema, sugerimos Salmos 37:4-7;  Provérbios 16:4,33; 19:21; 21:30-31; 27:1; Mateus 6:24-34; Tiago 4:13-17.                                               

Próxima semana tem mais!

MsC. Jean Luiz Correia Baraúna
Baraúna Consultoria Contábil
Contato: (73) 3613-7771/9133-1845/8869-3561/9949-7771/8127-5976
Medite: “Pais Que Levam Seus Filhos à Igreja, Não Vão Buscá-los na Cadeia”

0 comentários

Postar um comentário

Recomende este blog!!!

Postagens populares

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

Minha lista de blogs

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

PARCERIAS

Bookess

ABL

R. Letras

DP

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.
Tecnologia do Blogger.