Saber-Literário

Diário Literário Online

DEVEMOS TER AMOR Á VIDA - João Batista de Paula – Escritor e Jornalista.

Postado por Rilvan Batista de Santana 07/09/2015

DEVEMOS TER AMOR Á VIDA. Afeto e carinho, gratidão e regozijo pela vida.  João Batista de Paula – Escritor e Jornalista.

Tamanho afeto e carinho, gratidão e regozijo devemos ter no amor à vida. Estamos vivos! Podemos vivenciar o amor, a alegria, a felicidade e o bem-estar em família, em sociedade e com os nossos amigos da rua e do trabalho.

Nunca se sinta incapaz! Nunca se sinta pequeno de mais! Nunca se sinta indigno! Nunca se sinta incapaz de amar e de compartilhar! Porque a vida é uma só; e devemos ser felizes, saudáveis, amorosos, contempladores e respeitadores da beleza que vem dos céus.

E o sol? E a lua? E as estrelas? E o infinito? O universo? E a energia boa? Ser uma pessoa melhor é fundamental;  com o amor, com a sinceridade, com a generosidade e a bondade  presentes em nossas vidas.

É importante erguer sempre os olhos para o alto e feliz agradecer ao grande arquiteto do universo, a luz que não se apaga, a grande luz, pela feliz oportunidade de podermos ser gente do bem, pessoa amada, gente generosa, pessoa de Deus, neste campo físico.

Vamos lutar pelo bem-estar e pela felicidade de cada um de nós, dando sentido e razão ao nosso viver. Eliminando a doença, a pobreza e o conflito. O mundo infernal. 

Vamos combater o que nos  oprime... Vamos eliminar o mal   pensamento que nos joga na lama... Vamos erguer a bandeira do amor... O amor vence, porque ele é maior, vem de Deus: o criador e doador de toda vida. Faz bem pensar assim.

Ouçamos com atenção a voz do bem, a voz da razão, a voz do tempo, a voz das pessoas felizes;  que oram, que agradecem, que trabalham em prol do amor amplo por toda a vida.

Mesmo diante das dificuldades da vida;  não devemos esquecer de louvar e de agradecer, de amar, cantar, sorrir;  e encontrar motivos para viver em pleno regozijo, em comunhão com nossa santidade.

Pessoas sem comunicação com outras  pessoas, acabam isoladas e sofrendo, porque a vida é participação, é ação, é atitude.

Meu amigo, minha amiga, seja a grandeza na propagação do bem e do amor que fazem maravilhas ao  nosso  coração.

Não seja uma pessoa surda e cega para o milagre da vida.  Não seja surda e cega para as mudanças, para as transformações de uma vida nova, vida de plenitude, paz e unidade.

É   possível ser feliz de um modo novo,todo especial,  que vale a pena. Não devemos  buscar alegria de viver em coisas passageiras, nos vícios, nas drogas, nas  bebidas, nos excessos da vida que abreviam nossos dias.

Tenha uma vida social benigna, generosa, admirada e aplaudida por todos por causa dos seus atos meritórios. Porque muita gente tem uma  vida social, mas só enquanto podem sustentar o padrão. Depois os amigos o abandonam. São pessoas amáveis e talentosas  que não ouviram e não aprenderam as  lições e nem os deveres da própria vida;  as  coisas boas da vida. Vida nova é renovação dos sentimentos; do amor, das atitudes e ações aplausíveis. São as mudanças de hábitos...

Sejamos felizes...

Que ninguém fique triste, que ninguém fique abatido, que ninguém chore, que ninguém fique  lamuriando,fique  reclamando, fique julgando, fique se sentindo menosprezado, porque a vida é  digna de ser vivida.

Nunca devemos deixar de escutar, aprender, compartilhar, modificar o que podemos para o bem comum.

A fé é a chave para se obter graça. Os desafios que temos pela frente fazem bem a vida da gente,  vencer cada um é um exemplo. O bom exemplo é o  que vamos deixar para nossos seguidores.

Lembre-se:  Você é bonito, feio, feia, branco, pardo, negro,mas é amado filho de Deus. E Deus não olha a aparência, nem a maquiagem. Ele vê a beleza e tudo que somos por dentro, com nossos procedimentos  de o amor à vida.

Você pode usar a maquiagem para ficar mais bonita, cheia de graça e formosa. Você pode colocar botoque, batom e usar  maquiagem permanente, mas não se esqueça que você tem que ser uma pessoa boa, santa, bonita por dentro.Lembre-se da beleza interior tão falada e propagada.

Passamos por tantas dificuldades, que a gente desacredita até de nós mesmos, por causa das mágoas e dos sofrimentos, que podem fechar o nosso coração para novos relacionamentos.  

Padecemos com  as dificuldades, sofremos com pessoas que nos fazem e nos fizeram  mal com a traição, com a   mentira, com a injuria, com a calunia. Na verdade, temos que aprender a ampliar o nosso amor, a nossa tolerância, o nosso perdão
.
Quantas pessoas dificultam nosso caminho, jogam pedras,  atrapalharam nossas metas e objetivos,  impedindo de sermos felizes.

Mas quando você começa a ficar surdo e cego  por causa dos problemas da vida que os amigos ou inimigos nos impõem, sem o amor, sem seu afeto e gratidão, tudo parece ficar mais difícil.  Então, abra bem as portas do seu coração e saiba perdoar, amar e viver a vida agora. 

Quando perdermos a fé nas pessoas, nos nossos amigos, parentes, conhecidos, achando que ninguém é mais de confiança, só porque puxaram seu  tapete, lembre-se que temos um amigo celestial. Ele faz bem todas as coisas.

Eu sou do bem. Louvemos, agradecemos e bendizemos, com afeto e carinho, gratidão e regozijo pela vida.

1 Responses to DEVEMOS TER AMOR Á VIDA - João Batista de Paula – Escritor e Jornalista.

  1. VIVA O AMOR À VIDA!
    OBRIGADO, MESTRE PROFESSOR E ESCRITOR RILVAN BATISTA DE SANTANA.
    VOCÊ E 10!
    JOÃO DE PAULA.:

     

Postar um comentário

Recomende este blog!!!

Postagens populares

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

THE END

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Perfil

Perfil
Antônio Cabral Filho - Escritor e coadministradores

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

Patrono

Patrono
Machado de Assis

PARCERIAS

Bookess

ABL

R. Letras

ALITA

DP

Tecnologia do Blogger.