Saber-Literário

Diário Literário Online

A arte de perder o poder

Postado por Rilvan Batista de Santana 20/06/2015


A arte de perder o poder


Cassio Curvo – ACM foi um dos poucos políticos brasileiros que se manteve no poder como manda-chuva do seu estado por mais de 20 anos. Talvez contam-se nos dedos de uma mão quem conseguiu essa façanha.Mesmo quando tornou-se senador, e passou a ficar mais envolvido com os assuntos de Brasília, pela admiração que exercia sobre os baianos, e ciente desse poder político, decidia ele próprio quem do seu grupo seria o candidato a governador da Bahia, e certamente o eleito.
Poder-politicaEm meio às negociações de uma dessas escolhas, ACM percebeu que deputados estaduais e prefeitos dos pequenos municípios daquele estado tinham passado a submeter-se à liderança do governador seu pupilo. Com sua perspicácia política, vendo risco ao se poder, impediu a reeleição do governador à época, que causou um bafafá no grupo, mas escolheu outro, que, como esperado, acabou sendo o eleito. Mostrando a sua habilidade política, ACM não permitiu a regra principal da política: não se deve transferir poder.
Encurralada, com o risco da ingovernabilidade em meio à derrotas nas votações do congresso, e sem alternativa para resgatar a base aliada, Dilma transferiu seu poder à Michel Temer, trabalho inclusive realizado sob a supervisão, apoio e trabalho de Lula. O desastre de anos na articulação política do partido, focado não na partilha do poder com os aliados, mas na hegemonia partidária, criou arestas difíceis de serem removidas. Acrescente-se a isso o desgaste abissal da presidente logo após a eleição. Fosse em um final de mandato, ainda haveria a expectativa de reconquista da popularidade do grupo em uma campanha vitoriosa, que sempre dá novo gás ao governante, uma espécie de “absolvição” popular mesmo tendo cometido erros. Dilma venceu a eleição, mas ocorreu justamente o contrário, perdeu a popularidade logo após a eleição como nunca ocorreu antes. Tem o poder legal, mas a sociedade não reconhece a competência para exercê-lo de fato.
Temer, é claro, não poderá ter retirado o papel e poder que lhe transferiram, e mesmo que agora Mercadante e companhia tentem desfazer ou alterar o antes acordado, será difícil ter sucesso. Duvido que Temer e o PMDB aceitem isso.
O PT terá que saber conviver com o papel de rainha da Inglaterra neste mandato, e tendo que assumir o ônus dos ajustes necessários pelos erros cometidos.
Fonte:  Cassio Curvo 
prosaepolitica.com.br  

0 comentários

Postar um comentário

Recomende este blog!!!

Postagens populares

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

Minha lista de blogs

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Perfil

Perfil
Administrador

Estatística Google (Visualizações)

Google Tradutor

PARCERIAS

Bookess

ABL

R. Letras

DP

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.

Links de livros, crônicas, contos, cartas, etc.
Tecnologia do Blogger.