Saber-Literário

Diário Literário Online

Da harpa XLV - Sousândrade

Postado por Rilvan Batista de Santana 02/01/2013


Da harpa XLV - Sousândrade

Eu careço de amar, viver careço
Nos montes do Brasil, no Maranhão,
Dormir aos berros da arenosa praia
Da ruinosa Alcântara, evocando
Amor … Pericuman! … morrer … meu Deus!
Quero fugir d’Europa, nem meus ossos
Descansar em Paris, não quero, não!
Oh! por que a vida desprezei dos lares,
Onde minh’alma sempre forças tinha
Para elevar-se à natureza e os astros?
Aqui tenho somente uma janela
E uma jeira de céu, que uma só nuvem
A seu grado me tira; e o sol me passa
Ave rápida, ou como o cavaleiro:
E lá! a terra toda, este sol todo -
E num céu anilado eu m’envolvia,
Como a água se perde dentro dele.
Ingrato filho que não ama os berços
Do seu primeiro sol. Eu se algum dia
Tiver de descansar a vida errante,
Caminhos de Paris não me verão:
Através os meus vales solitários
Eu irei me assentar, e as brisas tépidas
Que meus cabelos pretos perfumavam,
Dos meus cabelos velhos a asa trêmula
Embranquecerão: quando eu nascia
Meu primeiro suspiro elas me deram;
Meu último suspiro eu lhes darei.


Joaquim de Souza Andrade, Sousândrade, (Vila dos Guimarães, Maranhão, 9 de julho de 1832 - São Luís, Maranhão, 21 de abril de 1902). Formou-se em Letras pela Sorbonne em Paris, onde também estudou Engenharia. Permaneceu na Europa por muitos anos, viajou muito e conheceu também as repúblicas latino-americanas. Foi um poeta da fase romântica brasileira, e por muitos de sua época, considerado como louco. É patrono da cadeira 18 da Academia Maranhense de Letras. 

0 comentários

Postar um comentário

Postagens populares

Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas)

"Divulgando Trabalhos Literários (Livros,Contos, Crônicas e Poesias)"

UBE

ABL

ALB

ALITA

Minha lista de blogs

bookmark
bookmark
bookmark
bookmark
bookmark

Diário Online

Diário Online
rilvan.santana@yahoo.com.br

Patrono

Patrono
Machado de Assis

PERFIL

Google Visualizações

Google Tradutor

PARCERIAS

Bookess

R. Letras

DP

Livros: romances, contos, crônicas e cartas.

Livros: romances, contos, crônicas e cartas.
Tecnologia do Blogger.